Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 23 de Abril de 2021

1 1
:
4 9
:
1 3

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

6 Jun 2014 - 09:00

Polícia prende suspeito de praticar golpe do falso sequestro

Rapaz de 18 anos usou o telefone celular da própria vítima, na região do CPA

Agência da Notícia com Mídia News

 Policiais civis prenderam J.L.S.B., de 18 anos, acusado de aplicar o chamado “golpe do falso seqüestro”.

Pelo esquema, o bandido liga para uma residência ou local de trabalho dizendo que está com algum familiar preso, em cativeiro.

Às vezes, sem checarem, as vítimas acabam pagando o dinheiro exigido e somente depois descobrem que foi vítima de um falsário.

J. foi preso na tarde de quarta-feira (4) por policiais da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) no bairro Nova Canaã, região do CPA, em Cuiabá.

Segundo o delegado Flávio Stringueta, o rapaz teria exigido R$ 15 mil de uma mulher, com a falsa alegação que estava com o pai dela em cativeiro.

A vítima descobriu que teve o celular furtado na terça-feira e não havia percebido.

Na manhã seguinte, a mulher começou a receber ligações do número de celular e, do outro lado da linha, um homem dizia que tinha sequestrado seu pai e que ela tinha que pagar R$ 15 mil de resgate.

"Isso deu credibilidade para ação e a vítima, que estava no trabalho e sem contato com o pai, foi orientada a nos procurar", disse o titular do GCCO.

Ao conversar com a vítima, de imediato, os policiais perceberam que se tratava de um golpe muito conhecido da população, mas que muita gente ainda não se deu conta de que possa ser enganado.

“Orientamos a vítima a mudar o rumo das negociações, dizendo que não tinha a quantia em dinheiro. "De R$ 15 mil, o suspeito passou então a exigir um celular digital", disse o delegado.

Stringueta acrescentou que um dos pontos chave da certeza que se tratava de um golpe é o fato de o falso sequestrador já ser conhecido dos policiais, por ter deficiência física.

A partir daí, os policiais marcaram um ponto para entregar o aparelho, na praça do bairro, e quando o rapaz foi pegar o celular deixado em um banco, os policiais deram voz de prisão e o conduziram à delegacia.

O rapaz foi autuado sob suspeita de extorsão. O crime não prevê fiança, uma vez que a pena máxima é de 10 anos, sendo a mínima de quatro.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet