Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 20 de Abril de 2021

0 3
:
3 7
:
2 0

Últimas Noticias

Notícias / Geral

6 Jun 2014 - 09:20

Responsável por abrigo clandestino em Cuiabá deve ser indiciada

Crimes são de cárcere privado, desobediência e fraude processual. Dois idosos que estavam no local morreram - um deles por desnutrição.

Agência da Notícia com G1 MT

  responsável por um abrigo clandestino em Cuiabá deve ser indiciada pela polícia pelos crimes de cárcere privado, desobediência, e fraude processual. No local, que funcionava no bairro Chácara dos Pinheiros e que foi interditado em março deste ano, os idosos sofriam maus tratos. Dezessete foram transferidos para o Abrigo Bom Jesus de Cuiabá, quatro foram reintegrados à família, e dois morreram – um deles, por desnutrição.
A Polícia Civil informou que a responsável pelo abrigo, Ana Lúcia Moraes Mendes, deve ainda ser indiciada por ter colocado em risco a integridade e a saúde física e psíquica dos idosos. Em depoimento à polícia, ela negou as acusações e disse que o abrigo estava sob direção de seu ex-companheiro. Mas, não apresentou documentos desta transferência.
No Abrigo Bom Jesus, os idosos recebem reforço na alimentação. “Dá pra ver fisicamente uma melhora deles, mas é um projeto ainda a longo prazo”, disse a nutricionista Rafaela Pansonato. Os idosos são acompanhados ainda por psicólogos e fisioterapeutas.
“De 40 a 45% dos idosos que chegaram já chegaram com algum comprometimento em alguma função ou dependência pra desenvolver suas atividades de vida diária normal”, disse o fisioterapeuta Paulo Henrique de Oliveira.
O abrigo foi interditado pela Secretaria de Assistência Social do município. O Ministério Público do estado acompanha o caso. "Estamos chamando os familiares de alguns idosos. O que nós vemos na Promotoria de Justiça é que muitas famílias são desagregadas”, afirmou a promotora Salete Maria Buldo Poderoso.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet