Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 24 de Setembro de 2021

1 2
:
4 9
:
0 0

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Agronegócio

11 Jun 2014 - 07:53

Vazio sanitário da soja começa no domingo em Mato Grosso; Multa pode passar dos R$ 3 mil

O produtor só deve pensar no plantio em outubro quando optar em fazer a soja safrinha, ou seja, quer fazer faça, mas tenha conhecimento de seus riscos

Agência da Notícia com Agro Olhar

 O vazio sanitário da soja em Mato Grosso começa no domingo (15) e segue até o dia 15 de setembro. Durante este período é proibida a existência de plantas de soja nas lavouras, beira de estrada, área urbana e outras localidades. A multa prevista é de 30 Unidade Padrão Fiscal (UPF) mais 2 UPF por hectare não destruído, o que pode levar o produtor ou o proprietário do estabelecimento em que a soja guaxa for encontrada a desembolsar R$ 3.456.

A intenção do vazio sanitário é eliminar todas as plantas de soja que nasceram involuntariamente. A medida em Mato Grosso teve início em 2006.

De acordo com dados do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), em 2013 foram realizadas 41 autuações em meio a 3.210 propriedades fiscalizadas. Ao todo 296 notificações para a retirada da soja guaxa foram efetuadas. Em 2010 haviam sido 6 autuações em meio a 2.216 propriedades. “O número de cidades fiscalizadas também está aumentando. Em 2013 foram 110 cidades que tinham ao menos uma lavoura de soja, incluindo Cuiabá”, declarou o fiscal do Indea-MT, Rogaciano Arruda, durante coletiva de imprensa promovida pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) na manhã desta terça-feira (10).

Soja safrinha

Segundo o diretor-técnico da Aprosoja-MT, Luiz Nery Ribas, até mesmo a soja safrinha deverá ser colhida até o dia 15 de junho. Ele ressalta que soja plantada na Avenida das Torres, em um projeto em parceria com a Prefeitura de Cuiabá, será retirada no sábado (14).

A soja safrinha, frisa Ribas, sempre existiu em Mato Grosso, porém na safra 2013/2014 viu-se nela uma oportunidade de rentabilidade e garantia de sementes. “A maioria plantou soja safrinha para fazer sementes, porém só puderam plantar para tal finalidade os produtores enquadrados dentro da legislação”.

Conforme o diretor da Aprosoja-MT, o produtor em Mato Grosso “gosta” de plantar milho e tem tecnologia para o cereal. Contudo, diante dos baixos preços da saca que não cobriam o custo de produção optou-se por outras culturas, como soja, girassol, milheto, entre outras.

“O produtor só deve pensar no plantio em outubro quando optar em fazer a soja safrinha, ou seja, quer fazer faça, mas tenha conhecimento de seus riscos”, salientou Ribas.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet