Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 30 de Março de 2020

0 4
:
2 3
:
5 9

Últimas Noticias

Notícias / Geral

24 Jun 2014 - 09:15

Governo define cronograma de entrega de 15 obras

Avenida Miguel Sutil deve ser finalizada até 31 de agosto, segundo relatório do TCE

Agência da Notícia com Mídia News

 Pelo menos 15 obras que foram planejadas com vistas à Copa do Mundo – e que estão atrasadas – já têm novas datas marcadas para serem concluídas, segundo cronograma apresentado pela Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O documento, que ainda leva em consideração a Arena Pantanal (já concluída e em uso no torneio) e o Veículo Leve sobre Trilhos – cuja data de conclusão será anunciada após a Copa –, trata de obras consideradas essenciais para a realização do Mundial e que não foram finalizadas (como os Centros Oficiais de Treinamento – COTs) e viadutos, trincheiras, duplicações e restaurações de vias em locais de grande fluxo de tráfego.

Um exemplo é a Avenida Miguel Sutil (Perimetral), que hoje se encontra parcialmente liberada, e que deverá estar completamente pronta para uso – como todos os acabamentos, sinalização e paisagismos previstos nos contratos – até o dia 31 de agosto, conforme o relatório.
Já o Viaduto da Dom Orlando Chaves, que liga à Perimetral à avenida de mesmo nome, passando pela Avenida da FEB, em Várzea Grande, tem previsão de conclusão dos serviços até 17 de julho.

Orçada em R$ 16,7 milhões, a obra foi liberada para uso durante a Copa, mas ainda deve passar por reajustes com o final da realização do Mundial em Cuiabá, na próxima semana. Segundo o TCE, o contrato se encontra com 75% dos serviços já executados.

Entorno da Arena

A duplicação da Rodovia Mário Andreazza, obra que se encontra quase finalizada e já é usada por grande parte da população, tem previsão de finalização até 13 de julho, segundo a Secopa.

Orçada em R$26,2 milhões, a obra já teve 86% dos serviços concluídos, de acordo com o relatório do TCE.

Outra duplicação aguardada na região é a da Estrada da Guarita, que custa R$ 27,3 milhões aos cofres públicos e se encontra 77% concluída, enfrentando, principalmente, problemas de desapropriação para ser finalizada.

Segundo a Secopa, tudo deverá ser resolvido e a obra entregue à população com a qualidade contratada até o dia 10 de agosto.
Quanto às ruas que deveriam estar totalmente pavimentadas e restauradas no entorno da Arena Pantanal até o início da Copa do Mundo, o prazo de conclusão para 30 de junho e 7 de julho, respectivamente,

Orçados, juntos, em aproximadamente R$ 13 milhões, os contratos de pavimentação e restauração se encontram com 90% dos trabalhos concluídos cada um.

Uma última obra do entorno – sendo a mais complicada de ter o cronograma cumprido, dentre todas – é a restauração da Avenida Oito de Abril e a implantação do coletor-tronco no Córrego Mané Pinto, obra já orçada em R$ 23,5 milhões e que possui 57% dos serviços finalizados.

Segundo o cronograma apresentado pela Secopa ao TCE, tudo deverá estar pronto até o dia 30 de agosto.

Região do Coxipó

A conclusão do Complexo Viário do Tijucal – formado por um viaduto e uma trincheira –, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, é esperada para 31 de agosto, segundo o relatório.

A obra, já orçada em R$ 36,7 milhões, possui apenas o viaduto liberado para uso e parte das marginais, além de iniciada a construção da trincheira, o que corresponde a 72% do contrato.
Já a construção da Avenida Parque do Barbado, que passa sob o Viaduto da UFMT na Avenida Fernando Corrêa, tem a previsão de ser finalizada até 16 de outubro, segundo a Secopa.

Hoje orçada em R$ 23 milhões, a obra se encontra 65% pronta (de acordo com a última medição feita em maio pelo TCE).

Outro projeto cuja conclusão também é esperado na região é a duplicação da Avenida Arquimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho), obra de R$ 23,6 milhões que apresenta menos da metade dos serviços pronto (47%) e que agora tem a conclusão prevista para 9 de outubro.

Centros de Treinamento

O COT da UFMT já foi usado por pelo menos duas das seis seleções mundiais que jogaram em Cuiabá, ainda que se encontre incompleto: somente 70% do projeto foi finalizado até o momento.
Orçado em R$ 17,3 milhões, o projeto tem data de conclusão reajustada para 31 de agosto, segundo a Secopa.

Já o COT da Barra do Pari, em Várzea Grande, nem mesmo chegou a ser utilizado pelas seleções durante a Copa até agora.
Em estágio menos avançado (65%), a obra de R$ 26,8 milhões tem nova data de conclusão já prevista pela Secopa, segundo o TCE, para o mesmo dia que a anterior: 31 de agosto.

Aeroporto Marechal Rondon

A reforma e ampliação do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, ainda não foi concluída, ainda que grande parte da obra tenha sido liberada para uso durante o Mundial de futebol para não afetar a passagem dos turistas pela Capital.

Orçada em pouco mais de R$ 81 milhões, a obra possui 78% dos serviços já concretizados e, agora, tem previsão de conclusão para 30 de agosto, segundo o relatório do TCE.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet