Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 7 de Abril de 2020

0 5
:
5 8
:
5 0

Últimas Noticias

Notícias / Economia

10 Nov 2016 - 10:00

Poupança rende mais do que a inflação pela primeira vez em quase dois anos

Poupador ganhou poder aquisitivo pelo quinto mês seguido, afirma Economática

Do R7

 O recuo de 0,26% do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) no Brasil ao longo do mês de outubro fez com que a rentabilidade da poupança superasse a inflação oficial de preços pela primeira vez desde janeiro de 2015.

No acumulado dos 12 meses finalizados em outubro, a aplicação rendeu 8,33%, contra 7,87% do índice de preços calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os dados, revelados pela consultoria Economática apontam para um ganho de poder aquisitivo do poupador de 0,43% para o período.

No período entre janeiro de 2015 e outubro deste ano, a maior perda de poder aquisitivo da aplicação foi registrada em novembro de 2015 (- 2,29%).

Apesar do ganho real vir apenas em outubro, a poupança consegue entregar ao poupador ganho de poder aquisitivo desde o mês de junho. Em setembro, por exemplo, o ganho de poder aquisitivo foi o segundo maior registrado desde janeiro de 2014, com 0,58% descontado o IPCA. O melhor mês da amostra foi em julho de 2014 com 0,6% acima da inflação.

Apesar de voltar a manifestar ganhos, a poupança ainda sofre com sucessivos meses de saldo negativo, com saques maiores do que os depósitos. Somente no mês de outubro, as retiradas da caderneta foram R$ 2,7 bilhões maiores do que as aplicações. Com o resultado, a poupança acumula perda de 53,2 bilhões no ano.

A contínua e acentuada deterioração da caderneta se dá por conta da piora do cenário econômico. Além disso, outros investimentos se tornaram mais atrativos ao apresentarem rentabilidade maior. A remuneração da poupança é formada por uma taxa fixa de 0,5% ao mês mais a TR (Taxa Referencial) — esse cálculo vale para quando a taxa básica de juros, a Selic, está acima de 8,5% ao ano e atualmente está em 14% ao ano.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet