Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 7 de Abril de 2020

0 6
:
5 1
:
2 7

Últimas Noticias

Notícias / Economia

15 Nov 2016 - 13:00

Dólar subiu 9% desde eleição de Trump; Governadores querem ajuda do BNDES. Jornais de terça (15)

Do G1

 A Assembleia Legislativa do Rio agendou 88 coquetéis em um ano e paga cursos de inglês e espanhol para deputados e servidores. Mesmo em um estado falido, o legislativo mantém esse tipo de gasto, e analisará o pacote de corte de despesas do executivo, informa o Globo em sua manchete desta terça (15). “Gastos da Alerj continuam imunes à crise do estado”.

Governadores estão pedindo que o BNDES, em vez de devolver R$ 100 bi ao governo federal, possa usar os recursos para ajudar os estados. Em entrevista ao Roda Viva, o presidente Michel Temer defendeu o corte de super salários e citou honorários "de 130 a 140 mil”.

O deputado Rodrigo Maia tem feito articulações nos últimos dias para concorrer a um novo mandato, mas, segundo a manchete da Folha, a “reeleição de Rodrigo Maia seria ilegal, diz Câmara”. A lei proíbe dois mandatos a menos que seja na mudança da legislatura, o que ocorrerá em 2019.

Desde que Donald Trump foi eleito presidente dos EUA, o dólar já subiu 9% no Brasil e os analistas do mercado financeiro estão reduzindo suas projeções de quedas de juros pelo Banco Central.

Bancos achavam que os juros seriam reduzidos em 0,5 ponto percentual na próxima reunião, mas agora dizem que a incerteza e o medo de que a alta do dólar encareça os importados, impactando a inflação, fará com que o BC reduza em apenas 0,25. Esse é o assunto da manchete do Estado de S. Paulo: “Efeito Trump reduz previsão de PIB e de corte de juros”.

Trump começou mal a montagem de sua equipe. Levou um radical de direita, Stephen Bannon, para ser estrategista da Casa Branca. Ele dirigia um site célebre por suas manchetes xenófobas, racistas e contra mulheres. Até os republicanos estão contra a indicação.

Um executivo da Camargo Corrêa, ex-gerente de Relações Institucionais, disse ter omitido informações sobre propinas pagas por Belo Monte a Rodrigo Brito, operador do PMDB, e ao senador Edison Lobão.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet