Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 26 de Junho de 2022

0 4
:
3 8
:
3 9

Últimas Noticias

Notícias / Política

9 Jul 2014 - 16:20

De 5 candidatos ao governo, dois não nasceram em Mato Grosso

Lúdio Cabral nasceu no interior de Goiás e José Riva é capixaba. Apenas Pedro Taques (PDT) é natural de Cuiabá.

Agência da Notícia com G1 MT

 A disputa ao governo de Mato Grosso nesta eleição tem dois candidatos nascidos em outros estados. José Riva (PSD), que decidiu concorrer ao cargo após cinco mandatos de deputado estadual, é capixaba e o ex-vereador por Cuiabá Lúdio Cabral (PT), goiano. Eles concorrem a vaga com outros três candidatos.

Apesar de não terem nascido em Mato Grosso, Riva e Lúdio moram há vários anos no estado. O primeiro tem Juara, a 690 km da capital, como base eleitoral, e o segundo, Cuiabá. Riva ingressou cedo na política e se elegeu prefeito de Juara aos 23 anos. Depois, passou mais de duas décadas na Assembleia Legislativa. Ora ocupava a função de presidente, ora de primeiro-secretário da Mesa Diretora.

O candidato do PSD nasceu em Guaçui (ES) e se mudou para Juara em 1979, aos 20 anos. Nesse período em que está no parlamento, acumulou uma centena de processos na Justiça. Ele é acusado de crimes, como corrupção, peculato e improbidade administrativa e chegou a ser preso pela Polícia Federal neste ano durante a Operação Ararath, suspeito de envolvimento com um esquema de lavagem de dinheiro envolvendo o governo do estado.

Lúdio, que hoje tem 43 anos e natural de Rio Verde, interior de Goiás, vive em Mato Grosso desde os 13 anos e cursou medicina na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Atuou na rede pública de saúde e depois ocupou cadeira na Câmara de Vereadores da capital por oito anos, deixando o cargo para disputar a prefeito da cidade em 2012. Ele foi derrotado no segundo turno pelo atual prefeito, Mauro Mendes (PSB).

Riva e Lúdio têm como concorrentes os cuiabanos, Pedro Taques (PDT) e José Marcondes dos Santos Neto (PHS), o Muvuca, além do sul-mato-grossense José Roberto de Freitas Cavalcante (PSOL). O candidato do PSOL nasceu Paranaíba (MS). Porém, na época o estado ainda não havia sido dividido. Ele é advogado e disputa o cargo pela primeira vez.
Taques nasceu em Cuiabá, mas passou um tempo fora do estado. Fez faculdade de direito em Taubaté (SP) e depois passou no concurso para procurador da República. Por causa da profissão, teve de morar em São Paulo. Ele atuou neo cargo por 15 anos até pedir a exoneração para disputar vaga de senador na eleição de 2010.

Já o candidato do PHS é de Alto Paraguai, cidade a 219 km de Cuiabá, e disse ter saído de casa aos 15 anos para tentar a vida. Se formou em jornalismo. Ele enfrentou o vício contra a drogas e se recuperou. Atualmente, dá palestras sobre o tema e tenta, pela segunda vez, ser eleito a um cargo eletivo. Na eleição de 2012, disputou vaga de vereador por Cuiabá, mas não foi eleito.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet