Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 27 de Maio de 2020

1 8
:
5 1
:
4 7

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Geral

11 Jul 2014 - 08:45

Comando expulsa dois PMs acusados de pedir propina

Segundo a Corregedoria, soldados exigiram um capacete para liberar motociclista em Cuiabá

Agência da Notícia com Mídia News

 Os soldados M.F.M.S. e A.S.R.A. foram expulsos da Polícia Militar de Mato Grosso por exigirem propina de um motociclista.

A medida foi publica no Diário Oficial do Estado que circula nesta quinta-feira (10) e é assinada pelo comandante-geral da PM, coronel Nerci Adriano Denardi.

Conforme o documento, os militares foram investigados administrativamente, por meio de sindicância aberta em maio deste ano, e tiveram amplo direito de defesa.
"Dias depois, o mesmo soldado encontrou o motociclista na frente de seu trabalho e o ameaçou, dizendo que sabia que o rapaz estava “espalhando pela cidade que havia dado um capacete para dois policiais militares"
O caso, no entanto, é de fevereiro de 2012. Na ocasião, os dois soldados faziam abordagens de trânsito de rotina, em Cuiabá, quando pararam o condutor P.D.P.S., que pilotava uma motocicleta.

Os PMs solicitaram a documentação do veículo, que estava em atraso. Um deles teria informado ao motociclista que, pelo fato, teriam que apreender a moto.

O condutor respondeu que precisava do veículo para trabalhar. O soldado M.F.M.S., por sua vez, teria dito, então: “Vê o que você pode fazer por nós”.

O condutor teria dito que não sabia o que os policiais queriam. O mesmo soldado voltou a dizer, por várias vezes, segundo o apurado pela Corregedoria da PM: “Vê o que você pode fazer por nós”,

Segundo o PM, a alegação do soldado era de que a sua esposa estava precisando de um capacete e que iria dar meia hora para que o motociclista providenciasse um.

Durante o diálogo, uma mulher passou pilotando uma motocicleta e o policial militar apontou para ela, mostrando como teria que ser o capacete (preto com flores rosa), além de solicitar o número do celular de P.D.P.S.

No prazo, o motociclista entregou o capacete, no valor de R$ 105, para uma senhora, numa lanchonete na Capital, a pedido do policial.

Dias depois, o mesmo soldado teria encontrado o motociclista, em frente ao seu local trabalho, e o teria ameaçado.

Segundo ele, o rapaz estarua “espalhando pela cidade" que havia dado um capacete para dois policiais militares o liberarem.

O soldado teria afirmado, ainda, que, quando estivesse de farda e o encontrasse, daria “murros”, isso se não desse o tiro, conforme relato do Diário Oficial. Em seguida, o PM entrou na viatura e saiu do local.

Em sua decisão, o comandante-geral da Polícia Militar justificou que a exclusão dos dois PMS "se fez pelo bem da instituição". A decisão passou a valer no ato da publicação.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet