Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 17 de Maio de 2022

2 0
:
2 3
:
1 3

Últimas Noticias

Enquete

Eleições 2022: Quantos deputados Estaduais e Federais o Araguaia deve eleger? Deixe seu comentário!

Notícias / Geral

28 Mar 2014 - 16:37

Famílias são retiradas da área da Suiá Missú e restante do Distrito é destruído

Muitas famílias foram levadas para Escolas, outras ainda continuam dentro da área

Redação com Agência da Noticia

Agência da Notícia

Os imóveis que ainda estavam de pé foram destruídos por maquinas (Crédito: Agência da Notícia)

Os imóveis que ainda estavam de pé foram destruídos por maquinas

 O cumprimento do mandado de retirada das famílias que voltaram à área da Suiá Missú há mais de um mês, foi feito ontem por forças policiais. A maior parte dos ex-produtores foi retirada ainda na manhã desta quinta-feira(27) e a previsão é de que todos os ex-produtores que estiverem na área sejam retirados até o fim de semana, muitos estão dentro das ex-propriedades o que pode dificultar o trabalho da polícia.

Depois de tentar dialogar sem resultado para retirar os ex-moradores, a Polícia usou bombas de gás lacrimogênio para retirar os que insistiam em permanecer na área. Um casal de idoso chegou a passar mal e teve que ser retirado da área de ambulância e levado para o posto de atendimento médico em Alto Boa Vista onde recebeu atendimento médico.

Com a desocupação, maquinas destruíram o restante das construções que ainda estavam de pé no antigo Distrito de Posto da Mata.

Os ex-produtores que tiveram que deixar a área, foram levados para escolas em Alto Boa Vista. Em entrevista ao Agência da Notícia o Prefeito de Alto Boa Vista lamentou a atuação do Governo Federal. “É uma lastima, os ex- moradores foram retirados novamente como aconteceu na primeira vez. O Governo não cumpriu com nada do que prometeu, não deu terra, não deu condições de se começar uma nova vida e novamente as pessoas foram retiradas sem nenhum plano traçado. Tiram de lá pra colocar aonde? A Prefeitura tem feito o que pode, mas os recursos são pequenos e não há muito o que fazer”, disse Leuzipe.

Os agentes da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal permanecem na área para retirar ainda os ex-moradores que estão na Zona Rural. Não há prazo para finalizar a ação.

A área de 165 mil hectares decretada como Terra Indígena Xavante, foi alvo de uma desintrusão no fim do ano de 2012, no local viviam cerca de 7 mil pessoas. O Governo prometeu assentamentos, porém de acordo com a APROSUM- Associação dos Moradores nada foi comprido. Eles pedem ao Governo indenização pela área.

A Polícia não informou quantos ex-produtores estariam dentro da área, mas de acordo com os ex moradores, mais de 300 pessoas estão no interior dos 165 mil hectares.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet