Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 26 de Junho de 2022

0 4
:
5 2
:
0 4

Últimas Noticias

Notícias / Política

16 Jul 2014 - 13:59

"Abaixo de Deus, ninguém vai me tirar do jogo", diz Muvuca

Ministério Público Eleitoral propôs impugnação do candidato do PHS

Mídia News

 Candidato ao Governo do Estado pelo PHS, o jornalista José Marcondes “Muvuca” disse não temer os pedidos de impugnação contra o registro de sua candidatura.

Muvuca corre risco de não disputar o comando do Palácio Paiaguás, por conta de uma ação proposta pelo Ministério Público Eleitoral, por meio do procurador regional eleitoral, Douglas Guilherme Fernandes.

De acordo com o MP, Muvuca não fez a prestação de contas da campanha referente ao ano de 2010, quando concorreu ao cargo de deputado federal, e, em 2012, quando tentou uma vaga na Câmara Municipal de Cuiabá.

À imprensa, na terça-feira (15), ele confirmou a falta de prestação de contas, mas assegurou que o assunto será resolvido por seus advogados.

“Eu, realmente, não apresentei (as contas). Mas meu advogado já entrou com recurso e nós temos plena convicção de que a jurisprudência garante a nossa participação na eleição. Abaixo de Deus, ninguém irá me tirar do jogo”, afirmou.

Além da ação contra sua candidatura, Muvuca terá que lidar, ainda, com a possibilidade de não participar dos debates eleitorais.

"Quem quer ser governador não pode ter medo de debate" Isso porque, por determinação judicial, o candidato do PHS deve ficar a uma distância de 200 metros do senador e candidato a governador Pedro Taques (PDT). Ele responde a processos movidos pelo pedetista e pelo empresário Aldo Locatelli, do setor de combustíveis.

Na última segunda-feira (14), os adversários na disputa majoritária se encontraram em uma audiência conciliatória. No entanto, o encontro não trouxe nenhum avanço.

“Não gostaria que isso influenciasse no processo eleitoral. É uma questão que se arrasta em função da perseguição dele, mas, agora, estamos em outro momento, é um processo que precisamos discutir ideias. Essas questões entre nós são pequenas perante os dramas reais da população”, disse Muvuca.

Segundo o candidato, uma liminar deve ser impetrada, caso Taques não queira retirar o processo.

“Seria uma forma covarde de me tirar do jogo. Quem quer ser governador não pode ter medo de debate. Acredito que ele dê uma demonstração de coragem retirando essa medida protetiva. Caso contrário, entro com liminar embaixo do braço e ele vai ter que me enfrentar antes para ser governador”, completou.

Para demonstrar que o diretório nacional do PHS apoia e garante prioridade a candidatura de Muvuca, o presidente da sigla, Eduardo Machado e o secretário-geral Luiz França, vieram a Cuiabá cumprir agenda ao lado do candidato.

França acredita que o jornalista tenha condições de ganhar a disputa, mesmo o PHS sendo um partido pequeno.

“Todo partido pequeno, numa candidatura majoritária, tem muita dificuldade. Nós precisamos estar unidos, porque é uma coligação pequena, mas com conteúdo. Nós estamos aqui endossando que esse é um projeto nacional, é uma prioridade do partido”, afirmou o dirigente.

 
Sitevip Internet