Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 29 de Julho de 2021

0 3
:
3 4
:
4 2

Últimas Noticias

Notícias / Política

1 Abr 2014 - 15:21

Taques volta a discutir sobre redução da maioridade penal e causa divergência no Senado

MPE arquiva inquérito após constatar inexistência de vícios no concurso da AL

Olhar Direto

Após a manifestação contrária do ministro do STJ Sebastião Reis Júnior em relação à redução da maioridade penal, nesta terça-feira (1) o senador Pedro Taques (PDT-MT) reiterou sua posição a favor da redução da maioridade penal já manifestada em outras discussões na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Taques defende a PEC 33/2012, do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), que possibilita punição diferenciada para adolescentes de 16 a 18 anos envolvidos com crimes graves.

"Temos de compreender que a realidade brasileira hoje é diferente da de 1940. Eu não vejo a possibilidade de programas governamentais resolverem alguns crimes mais do que graves (praticados por menores)", comentou Taques, durante o debate sobre a reforma do Código Penal (Decreto-Lei 2.848/1940).

A opinião divergiu, entretanto, da expressada por Eduardo Suplicy (PT-SP), mentor da renda básica de cidadania (projeto responsável por pregar o direito inalienável de todos usufruírem de uma parte das riquezas produzidas pelo Estado), que se aliou à manifestação do ministro Sebastião Reis.

"Concordo (com o ministro) que a criminalidade entre os jovens está associada à falta de perspectiva e de condições de vida. Eu tenho a convicção de que, mesmo os casos extremos (de violência envolvendo menores) colocados pela mídia, poderiam ser contornados se tivesse com aliados a educação de qualidade e o direito a sobrevivência para todos ", argumentou Suplicy.MPE arquiva inquérito após constatar inexistência de vícios no concurso da AL

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet