Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 28 de Setembro de 2021

1 0
:
1 1
:
1 6

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Agronegócio

23 Jul 2014 - 08:00

Com fim dos embargos da China e Irã exportações de carne bovina devem crescer 30%

No dia 17 de julho a China encerrou o embargo a carne bovina brasileira e as projeções do governo federal é que com isso o país asiático compre em 2015 entre US$ 700 milhões e US$ 1,2 bilhão em carne

Agência da Notícia com Agro Olhar

 A notícia do fim do embargo à carne bovina brasileira por parte da China e do Irã nos último dias animaram o setor pecuário que projeta um incremento de até 30% nas exportações da commoditie. Segundo análise do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), diante de tais fatos, os embarques do Estado podem chegar a 32,5 mil toneladas equivalente de carcaça (TEC) na média mensal, no mês de outubro por exemplo. Entre janeiro e junho 159,2 mil TEC foram embarcadas já.

No dia 17 de julho a China encerrou o embargo a carne bovina brasileira e as projeções do governo federal é que com isso o país asiático compre em 2015 entre US$ 700 milhões e US$ 1,2 bilhão em carne. Durante reunião entre o governo chinês e o brasileiro foi anunciada a habilitação de nove plantas frigoríficas para exportar carne a China. As unidades estão distribuídas entre São Paulo, Mato Grosso, Goiás e Rio Grande do Sul. Somente em São Paulo são cinco frigoríficos habilitados.

De acordo com o Imea, se a China e o Irã não liberassem as exportações a média mensal de carne embarcada seria de 25 mil TEC.

Para a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) o fim dos embargos beneficiam o Estado. "Além do aumento do volume embarcado pelo estado, o fim da restrição pode atrair novos mercados", salienta o superintendente da Acrimat, Luciano Vacari.

Em relação a 2013 as exportações de carne bovina já apresentavam sinais de alta nas negociações em decorrência da reabilitação de algumas unidades frigoríficas por parte da Rússia. Somente em junho US$ 89,392 milhões foram negociados, volume 11% superior aos US$ 80,5 milhões do ano passado, conforme dados da Balança Comercial do Agronegócio, divulgada recentemente pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet