Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 26 de Junho de 2022

0 4
:
2 3
:
5 5

Últimas Noticias

Notícias / Política

23 Jul 2014 - 09:05

Jaime Campos cita falta de ética e diz não ter mágoas; leia

O senador desistiu de disputar a reeleição no grupo do candidato Pedro Taques

Agência da Notícia com Mídia News

 O senador Jaime Campos (DEM) afirmou, em nota na tarde desta terça-feira (22), que o principal motivo que o levou a deixar a candidatura à reeleição foi à falta de lealdade dentro do grupo comandado pelo senador Pedro Taques (PDT).

O posicionamento oficial foi divulgado um dia após o democrata informar a desistência aos líderes da oposição.

“Sempre fiz política valorizando os companheiros. Dentro desse arco de aliança, infelizmente, a recíproca não foi verdadeira. Integrantes de alguns partidos e determinadas lideranças não agiram de forma ética e não se comportaram como aliados”, disse.

De acordo com Jaime, mesmo liderando as pesquisas de intenção de votos, ele não se sentiu à vontade para disputar o cargo pelo grupo.

“Em decisão tomada com serenidade, em conjunto com a família, amigos e correligionários, entendi que o melhor caminho seria retirar minha candidatura ao Senado da República. Sem mágoas, nem ressentimentos”.

A interlocutores, Jaime chegou a dizer que sentia "traído" pelas sinalizações dos prefeitos Mauro Mendes (PSB) e Percival Muniz (PPS), de Cuiabá e Rondonópolis, respectivamente, que estariam apoiando, nos bastidores, o candidato Wellington Fagundes (PR), que concorre ao Senado pela coligação de Lúdio Cabral (PT).

Leia a íntegra da nota de desistência do senador Jaime Campos:

"Esclareço os motivos que me levaram a renunciar à minha candidatura ao cargo de senador da República. Em função da falta de unidade na coligação Coragem e Atitude para Mudar, o meu sentimento era de muito desconforto. Em toda minha vida pública me pautei pelo princípio imprescindível da lealdade. Sempre fiz política valorizando os companheiros.

E foi desta forma que me empenhei para consolidar a composição política em torno do nome do senador Pedro Taques como candidato ao Governo do Estado e também dos nossos candidatos a deputado estadual e federal.

Mas, dentro desse arco de aliança, infelizmente, a recíproca não foi verdadeira. Integrantes de alguns partidos e determinadas lideranças não agiram de forma ética e não se comportaram como aliados.

Diante dessa situação incômoda, e apesar de liderar com folga todas as pesquisas de intenções de votos, o bom senso indicava a necessidade de reavaliar o projeto de disputar a reeleição.

Em decisão tomada com serenidade, em conjunto com a família, amigos e correligionários, entendi que o melhor caminho seria retirar minha candidatura ao Senado da República. Sem mágoas, nem ressentimentos.

Continuarei trabalhando por Mato Grosso, concluindo de forma honrosa o mandato de senador que me foi conferido por 781.182 eleitores (61,16%). E sempre estarei à disposição do meu partido e da população.

Com a consciência tranquila, agradeço a todos que estiveram junto comigo nessa caminhada e, principalmente, ao eleitor mato-grossense, que sempre me credenciou a representa-lo, seja como governador, prefeito ou senador."

Muito obrigado

Jaime Campos

Senador da República por Mato Grosso

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet