Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 17 de Setembro de 2021

1 6
:
4 2
:
0 0

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Agronegócio

24 Jul 2014 - 08:16

Apesar de quedas, sobe para 10 as cidades de MT entre as 100 maiores exportadoras

Diamantino que no acumulado do ano até maio estava em 91º caiu para o 95º, contudo o resultado das exportações subiram de US$ 235,7 milhões para US$ 272,06 milhões.

Agência da Notícia com Agro Olhar

 Apesar da perda de colocação de alguns municípios, Mato Grosso emplacou 10 cidades entre as 100 maiores exportadoras do Brasil. Sorriso manteve-se em 23º lugar, enquanto Rondonópolis subiu para a 38ª colocação no ranking nacional. As informações são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Soja em grão é o principal produtor embarcado. Primavera do Leste entra no ranking entre as 100.

Segundo os dados da Balança Comercial, divulgada nesta semana pelo MDIC, Sorriso embarcou no primeiro semestre US$ 908,5 milhões em produtos, leve incremento de 0,44% ante os US$ 904,5 milhões do ano passado. Deste montante US$ 714,9 milhões foram negociados em soja em grão, o montante é, inclusive, 19,29% superior aos US$ 599,3 milhões de 2013.

Rondonópolis subiu do 41º lugar para o 38º com os embarques realizados no mês de junho. No primeiro semestre de 2014 US$ 662,9 milhões em produtos foram negociados no município, 32,4% a mais que os US$ 500,6 milhões de 2013. O complexo soja lidera em Rondonópolis com US$ 404,4 milhões em bagaço e US$ 173,8 milhões em grão enviados para o exterior.

Assim como Sorriso, Nova Mutum manteve-se em 46º no ranking nacional. Lá US$ 556,1 milhões em commodities foram comercializados, 49,36% a mais que os US$ 372,3 milhões do ano passado no primeiro semestre. A soja em grão representa US$ 364,01 milhões dos negócios.

Cuiabá também se manteve estável no ranking ocupando a 53ª colocação com US$ 486,6 milhões comercializados para o exterior. Apesar da estabilidade no posto, a Capital mato-grossense registrou queda de 13,06% nas negociações, diante os US$ 559,7 milhões do ano passado no primeiro semestre. A soja em grão somou US$ 337,7 milhões, uma elevação de 11,31% ante 2013.

Lucas do Rio verde caiu da 72ª para a 73ª colocação. Por lá US$ 355,9 milhões foram embarcados em produtos, quantia menor que os US$ 412,1 milhões do ano passado. Já Sapezal permaneceu em 74º no ranking nacional, esta posição era ocupada no acumulado do ano até maio. Em Sapezal US$ 349,8 mil foram exportados, maior que a receita gerada em 2013 que somou US$ 245,1 milhões.

Sinop caiu da 76ª para a 85ª posição, contudo as negociações saltaram de US$ 182,7 milhões no primeiro semestre de 2013 para US$ 301,06 milhões em 2014. Campo Novo dos Parecis apresentou queda da 87ª colocação para a 90ª, apesar dos embarques terem subido de US$ 289,4 milhões para US$ 290,7 milhões.

Diamantino que no acumulado do ano até maio estava em 91º caiu para o 95º, contudo o resultado das exportações subiram de US$ 235,7 milhões para US$ 272,06 milhões.

Quem entrou para o ranking das 100 maiores cidades exportadoras do Brasil foi Primavera do Leste em 96º lugar com US$ 252,9 milhões. Apesar da boa colocação a receita é menor que os R$ 370,08 milhões do ano passado.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet