Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 29 de Julho de 2021

0 2
:
3 2
:
4 8

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

2 Abr 2014 - 11:27

Mudança na tributação da soja deverá tirada de texto da MP 627

Durante votação da MP 627 o deputado Rubens Bueno admitiu que o texto quanto a soja deve ser retirado da proposta pelo Plenário

Agro Olhar

O texto que propõe a volta do PIS e Confins na comercialização interna da soja na Medida Provisória 627/2013 poderá ser retirado da mesma . Ontem, a Câmara dos Deputados aprovou o texto-base da MP e hoje os parlamentares votam os cerca de 30 destaques existentes. O retorno da cobrança de PIS e Confins restringe-se apenas a empresas que industrializam soja.

Segundo a Agência Câmara, deputados do PP, Pros, PSB e PSDB solicitaram que a questão do PIS e Confins da soja seja votado separadamente.

A proposta do fim da isenção da tributação sobre a soja foi incluída na MP 627 a pedido do líder do PPS, o deputado Rubens Bueno (PR). A intenção com o retorno da cobrança de PIS e Confins, diz Bueno, é taxar as empresas cerealistas que comparam soja apenas com a intenção de especulação de mercado, ou seja, compra e armazena o grão à espera de melhores preços para assim comercializar para empresas exportadoras ou que vão industrializar a soja.

Conforme a Agência Câmara, o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT) e integrante da Frente Parlamentar da Agropecuária criticou a proposta de Rubens Bueno e salientou que a taxação das empresas cerealistas será repassada aos produtores. Conforme Leitão, o incentivo à industrialização deve ser feita através de uma política agrícola e não por meio de mudanças pontuais.

Durante votação da MP 627 o deputado Rubens Bueno admitiu que o texto quanto a soja deve ser retirado da proposta pelo Plenário. “Os produtores rurais entenderam a nossa proposta muito tardiamente”, disse Bueno.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet