Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 25 de Outubro de 2021

0 7
:
3 2
:
4 9

Últimas Noticias

Notícias / Política

8 Ago 2014 - 09:00

Senador faz Polícia Militar cuidar de seus cavalos

Gasto público com assuntos privados pode chegar a R$ 8 milhões

Agência da Notícia com FOLHA DE S. PAULO

 A estrutura do governo do Paraná foi utilizada para a manutenção de cavalos do senador Roberto Requião, candidato do PMDB ao governo estadual –indicam documentos de inquérito da Polícia Militar. O Ministério Público do Estado também investiga o caso.

O emprego da estrutura da PM para cuidados e transporte de 88 animais, de raças como mangalarga e quarto de milha e nomes como "Lambão", "Boate" e "Monarca", ocorreu na gestão de Requião no Paraná, de 2003 a 2010.

Considerando o custo mensal de manutenção de cada cavalo (R$ 1.000 a R$ 1.500), o gasto com os animais do senador pode ter superado o valor de R$ 8 milhões.

Procurado, Requião não comentou o caso. Ao jornal "Gazeta do Povo" a defesa de Requião negou irregularidades e disse que os animais eram usados em policiamento.

Segundo o inquérito, aberto em maio, o regimento da polícia era "responsável direto pelos cuidados, trato e manejo" dos cavalos.

Um oficial ouvido no inquérito disse à reportagem, sob condição de anonimato, que cavalos de prefeitos, deputados e amigos de Requião também eram abrigados no local.

Segundo o oficial, as pessoas sabiam da "paixão" do ex-governador por cavalos e levavam os animais para cavalgar com ele, deixando-os depois sob cuidados do regimento de polícia montada.

Informes oficiais mostram que animais do ex-governador foram atendidos por veterinários pagos pelo Estado até durante a madrugada.

Num ofício do comandante da polícia montada, de março de 2010, ele demonstrava preocupação com ordem emitida "pelo próprio governador" para transportar seus cavalos a "determinada fazenda" em Goiás.

A justificativa para o acesso dos animais aos haras oficiais é que seriam doados à corporação. Segundo o oficial ouvido pela reportagem, alguns animais foram usados em patrulhamento e desfiles.

Animais mais velhos ou com problemas de saúde foram efetivamente doados à corporação -o inquérito registra a doação de nove cavalos por Requião e 22 por uma empresa de Francisco Simeão, suplente do senador.

Outro lado

A assessoria e a defesa de Roberto Requião informaram que não irão se manifestar sobre uso de recursos públicos na manutenção dos cavalos.

Ao jornal "Gazeta do Povo" o advogado Luiz Fernando Delazari, assessor jurídico de Requião, disse que o total de cavalos do senador sob cuidados da PM era inferior a 88, mas não precisou o número.

Afirmou ainda que não houve irregularidade, porque os animais eram empregados em atividades da PM.

A PM do Paraná informou que não comentará o caso.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet