Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 29 de Janeiro de 2022

0 0
:
3 1
:
0 9

Últimas Noticias

Notícias / Geral

5 Fev 2019 - 09:40 | Atualizado em 5 Fev 2019 - 09:46

“Pauta indígena foi pano de fundo para alimentar fanatismo ideológico do PT”, diz deputado de MT ao propor revisão de demarcação da Suiá Missú

Medeiros acredita que não terá dificuldade de alcançar as 171 assinaturas necessárias para instaurar a CPI na Câmara.

G1 MT

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O deputado federal José Medeiros (Pode) propôs a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o processo de demarcação da reserva indígena Marãiwatsédé/ Suiá Missú, efetivada entre 2012 e 2013, em Mato Grosso.

Ele quer a contraprova e análises periciais dos laudos antropológicos que embasaram a retirada dos 165 mil hectares da posse de pequenos produtores rurais para transformar em terra indígena.

Para o parlamentar, a retirada dos produtores rurais do local, que é considerado propriedade indígena, foi tratada de maneira ideológica por muitos representantes públicos ignorando os pareceres técnicos e jurídicos.

"Infelizmente a pauta indígena foi pano de fundo para muita gente alimentar seu fanatismo ideológico durante os governos do PT. Órgãos como a Funai e o Ibama foram utilizados para isso”, disse o deputado.

Medeiros acredita que não terá dificuldade de alcançar as 171 assinaturas necessárias para instaurar a CPI na Câmara.

“O que estamos defendendo é a reabertura do processo para que o Brasil tenha a certeza que todos os trâmites técnicos e jurídicos foram realmente respeitados ou se houve algum tipo de direcionamento. Queremos conhecer a robustez das informações colhidas, confirmar se foram verificadas e dar uma resposta a tantas famílias de pequenos produtores que viram seus entes se suicidarem em função da criação da reserva”, disse o parlamentar.

O deputado considera uma irresponsabilidade, diante de tudo que se descobriu até agora dos governos anteriores, não revisar as deliberações como a Suiá-Missú para que o Brasil se livre de eventuais manchas históricas deixadas nos últimos anos.

“Precisamos saber tudo que envolveu essa demarcação, inclusive se haviam interesses internacionais e a provável interferência de ONGs nacionais e internacionais. Sabemos muito bem que muitas organizações se escondem em causas sociais para servir a interesses econômicos ocultos. O que queremos é a verdade”, conclui Medeiros.

Demarcação

Entre os anos de 2012 e 2013, 97 famílias foram retiradas da terra xavante após decisão judicial do Supremo Tribunal Federal (STF) que determinou a imediata retirada dos não-índios do local. A denúncia contra o grupo surgiu após essa retirada dos posseiros que passaram a atrapalhar o processo para liberar a área e tentaram por diversas vezes reocupar as terras.

Os denunciados teriam formado uma ‘organização’ que cometeu diversos crimes, entre eles ameaças contra policiais rodoviários e militares que trabalhavam na retirada dos posseiros, invasão e destruição de uma sede da Fundação Nacional do Índio (Funai) e diversas ameaças a líderes que apoiavam a causa indígena na região do Araguaia.

Rodovias foram bloqueadas, carros oficiais destruídos e ocorreram conflitos entre os posseiros e policiais. Uma operação da Polícia Federal, em agosto de 2014, prendeu os principais líderes do grupo.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

  • por Daniel, em 6 Fev 2019 às 09:05

    Caro Deputador muito boa sua iniciativa. O que houver na antiga Suia Missu foi um verdadeiro masacre não só as pessoas que ali viviam mais sim a nossa nação . PT foi o Verdadeiro Buraco para Nossa Nação.

  • por Bol, em 5 Fev 2019 às 23:08

    Com certeza vc estar do Lado do PT... Porque o ex presidente tá Preso??? Se coloque no lugar das famílias que foram despejadas de forma q nem um bandido era tratado na época. Não ouve reforma agrária cadê o Incra pra assentar essas pessoas q foram despejadas a força em um cenário de guerra... E Claro, que não ia Fazer nada o Ex presidente nunca assentou pessoas em outras terras que estão vazias só tem donos pardais.... Estamos fartos de pessoas como vc que ainda defende o ex presidente

  • por JOAO, em 5 Fev 2019 às 10:27

    Caro Deputado desinformado. Essa área foi criada pelo então Vice presidente Marco Maciel em 1998. Após várias bloqueios de rodovias e várias ações na Justiça o STF ordenou ao Governo a retirada das famílias. O senhor pode ate pegar essa causa, mas mentir sobre os fatos não é de um homem público. Acesse a jornais da época onde em 1992 os prefeitos Aldecides e Baú disseram que Indios não eram gente e que era preciso ocupar o posto da mata ( Quando ainda tinha mata) pois a área que foi doada pela AGIP estava me vias de ser homologada. Peça a seus assessores para lhe informar melhor.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet