Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 1 de Dezembro de 2021

0 6
:
3 3
:
2 8

Últimas Noticias

Enquete

Na Sua opinião você é a favor ou contra a realização do carnaval em fevereiro de 2022

Notícias / Política

9 Fev 2019 - 09:06

Defender a terra Xavante é um dever constitucional, afirma deputada Rosa Neide do PT

Segundo a deputada, toda etnia e os apoiadores estão preocupados com as conversas, boatos e afirmações de deputados e vereadores relacionadas ao território de Marãiwatsede.

Redação

A deputada Professora Rosa Neide (PT-MT) defendeu a garantia do território Indígena Marãiwatsédé para os povos Xavantes ao participar de reunião com o subprocurador-geral da República, Carlos Alpino Bigonha, na manhã da última quarta-feira (6), em Brasília.

Segundo a deputada, toda etnia e os apoiadores estão preocupados com as conversas, boatos e afirmações de deputados e vereadores relacionadas ao território de Marãiwatsede. “Depois das eleições, a impressão que se tem é a de que existe uma autorização para que parlamentares incitem ódio aos indígenas. Ouvir esse tipo de declaração provoca desespero, angústia e tensão no povo Xavante”, explicou Rosa Neide.

Professora Rosa Neide destacou que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre o território, não garantiu uma ocupação pacífica e que os fazendeiros continuam com ações articuladas de invasão e constrangimento ao povo Xavante. “A garantia da Terra Indígena Marãiwatsédé para os Xavantes é um dever Constitucional. Ninguém tem o direito de movimentar outras demandas relacionadas a esse território. A situação será solucionada e o povo continuará no seu espaço com sua cultura e costume”, afirmou a parlamentar.

O cacique Damião Paidzané, uma das lideranças da Terra Indígena Marãiwatsédé, afirmou que várias etnias estão sendo pressionadas e perseguidas. “Os fazendeiros querem brigar e tomar o que é nosso. Mas nós não desistiremos, essa é a nossa terra, é a nossa luta”, declarou Paidzané.
O subprocurador-geral da República, Carlos Alpino Bigonha, reiterou o compromisso com a defesa das populações indígenas e seus territórios. “É muito grave incitar e invadir as terras indígenas brasileiras. Sabemos que as mesmas são bem da União, isso é uma dupla agressão. Providências serão tomadas e a paz será instaurada”, afirmou Alpino.

Ao final do encontro, a Professora Rosa Neide se colocou à disposição para participar do diálogo. Ela informou que promoverá reuniões com o governador do estado de Mato Grosso, Mauro Mendes (MDB), e outras autoridades.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

  • por Alex, em 10 Fev 2019 às 20:20

    O mesmo partido da deputada Rosa Neide .o corrupto do pt.deu garantia ao pessoal q ocupava a area q iria reasentar todos os q la estavam .nada disso foi feito.a deputada deveria cobrar essa açao ja q sao do mesmo time.vergonha deputada oportunista

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet