Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 5 de Dezembro de 2021

1 9
:
2 3
:
4 3

Últimas Noticias

Enquete

Na Sua opinião você é a favor ou contra a realização do carnaval em fevereiro de 2022

Notícias / Política

26 Ago 2014 - 09:05

Alvo do MPE, Pinheiro é reeleito presidente da Câmara

Vereador mudou regra que disciplinava eleição no Poder Legislativo Municipal

Agência da Notícia com Mídia News

 O vereador Júlio Pinheiro (PTB) foi reeleito presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, em sessão extraordinária, na tarde desta segunda-feira (25).

Ele foi acusado pelo Ministério Público Estadual de ter fraudado a aprovação de leis, em 2012. O MPE quer que ele seja afastado da presidência do Poder (leia abaixo).

A chapa do parlamentar foi a única a concorrer ao comando do Legislativo.

Além de Pinheiro, foram eleitos Haroldo Kuzai (SDD), 1º vice-presidente; Onofre Júnior (PSB), 2º vice; Chico 2000 Silveira (PR), 1º secretário; e Toninho de Souza (PSD), 2º secretário.

Foram 22 votos a favor de Pinheiro, duas abstenções – de Faissal Calil (PSB) e Adilson Levante (PSB) – e uma falta, do vereador Oséas Machado (PSC).

Numa articulação, o petebista alterou a regra que disciplinava a eleição da Casa e foi eleito presidente pela terceira vez, por conta da cassação de João Emanuel (PSD).

Pinheiro vinha se articulando há meses para permanecer no comando da Casa.

O único que cogitou abrir uma chapa concorrente foi o líder do prefeito Mauro Mendes no Legislativo, vereador Leonardo de Oliveira (PTB), que, no entanto, desistiu.

Pinheiro é investigado pelo Grupo de Atuação Especializada contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, por suposto envolvimento em esquema de fraude em licitação.

A Operação Aprendiz apura o desvio de mais de R$ 3 milhões dos cofres do Legislativo cuiabano.

Jpulio Pinheiro comandou a Casa no biênio de 2011/2012, mas, após cassação de João Emanuel, retornou ao cargo como presidente-tampão.

O petebista foi alvo de críticas por ter presidido sessão extraordinária que concedeu os serviços de água e esgoto à CAB Cuiabá.

Afastamento

Nesta segunda-feira (25), o Ministério Público Estadual (MPE) pediu à Justiça o afastamento de Júlio Pinheiro.

Ele é acusado de fraudar processo legislativo e vai responder a uma ação por ato de improbidade administrativa, mais reparação de dano moral com pedido liminar.

Além do afastamento do cargo, o promotor de Justiça Gilberto Gomes quer que Pinheiro seja impedido de assumir, novamente, a função de presidente da Câmara.

No final de 2012, conforme consta na ação, o vereador encaminhou três projetos de leis municipais ao Poder Executivo, para sanção, sem que os mesmos tivessem sido votados em plenário.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet