Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 5 de Dezembro de 2021

2 0
:
2 1
:
0 0

Últimas Noticias

Enquete

Na Sua opinião você é a favor ou contra a realização do carnaval em fevereiro de 2022

Notícias / Política

28 Ago 2014 - 14:47

“Taques é alvo dos adversários porque tem voto", diz Pivetta

Coordenador diz que a estratégia não vai mudar por causa de ataque

Agência da Notícia com Redação

 Coordenador-geral da campanha a governador de Pedro Taques (PDT), o prefeito de Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá), Otaviano Pivetta (PDT), afirmou que não haverá mudanças na estratégia de campanha da oposição, durante os próximos debates na TV.

Taques participou do primeiro confronto no início desta semana, na TV Record (Canal 10), e foi chamado de “cara de pau” pelo candidato Lúdio Cabral (PT), durante discussão sobre a Saúde Pública no Esyado.

O líder pedetista também se tornou o alvo preferencial dos candidatos José Riva (PSD) e José Marcondes Muvuca (PHS).

“Não vamos mudar a estratégia. As pesquisas após o debate demonstram o crescimento do nosso candidato. É natural que o Taques seja agredido, porque ele lidera as pesquisas. Então, a tendência é atacar quem tem voto. Se não nos assustarmos com esses ataques, não dá em nada. Vamos trabalhar com serenidade e manter o equilíbrio”, disse Pivetta.

O Instituo Vetor divulgou pesquisa encomendada pela coligação de Taques, um dia após o debate na TV.

Na amostra, Taques tem 38,6% das intenções de voto, seguido por Riva, com 13%; Lúdio, com 12,5%; José Roberto (Psol), com 2,4%; e Muvuca, com 1%.

A pesquisa está registrada no TRE-MT, sob o número MT-00065/2014.

Pivetta afirmou que o fato de Riva ter alcançado a segunda colocação na pesquisa não o assusta, já que a equipe sente segurança em relação ao projeto de Taques, que, conforme lembrou, está em campanha desde 2010, quando tomou posse como senador da República.

“O que nos move, desde 2010, é o sonho de eleger o Pedro governador. E tudo indica, que estamos próximos disso. Acho que as pessoas sabem o que têm que fazer. Não é difícil defender com veemência as convicções que temos, e o Pedro representa muito bem o sonho do povo, que não quer mais esse modelo de gestão que aí está. A pesquisa mostra isso”, afirmou.

Conhecido por dar declarações polêmicas na imprensa, Pivetta adotou tom mais ameno, e afirmou que não irá se preocupar com os ataques dos adversários contra Taques e, até mesmo, contra ele.

“Não vamos nos preocupar com ataques. O foco é levar as propostas ao eleitores de Mato Grosso, e temos a certeza que as ideias do Pedro são viáveis. Sabemos que virão ataques, mas se não nos assustarmos, não terão efeito”, completou Pivetta.

Polêmica

Durante o debate na TV Record, Lúdio Cabral foi questionado por Taques se era possível avaliar pontos positivos e defender a gestão do governador Silval Barbosa (PMDB).

O petista respondeu que, em todo Governo, há prós e contras e que o próprio parlamentar não poderia esquecer seu passado, fazendo referência ao apoio dado ao prefeito Mauro Mendes (PSB) na campanha de 2012 à Prefeitura de Cuiabá.

O deputado José Riva reafirmou que Pivetta foi beneficiado por Taques na prescrição do processo conhecido como “Escândalo da Cooperlucas”, que investigou desvio de R$ 200 milhões dos cofres do Banco do Brasil, em 1997.

 
Sitevip Internet