Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 26 de Maio de 2020

0 5
:
2 6
:
5 4

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Política

21 Out 2019 - 14:24

STF mantém rito que elegeu Maluf como conselheiro do TCE

Primeira Turma negou recurso do advogado Waldir Caldas, que tentou sem sucesso disputar vaga

Mídia News

Mídia News

 (Crédito: Mídia News)
A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou, por unanimidade, pedido do advogado Waldir Caldas para anular o processo de indicação de Guilherme Maluf ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
 
A decisão, publicada nesta segunda-feira (21), é resultado do julgamento virtual do caso, ocorrida de 4 a 11 de outubro. O documento, na íntegra, porém, não foi disponibilizado.
 
Maluf tomou posse como novo integrante da Corte no dia 1º de março após um rito de indicação marcado por polêmicas, protestos e judicialização.
 
Caldas, que se inscreveu para disputar o cargo, mas não teve o pedido analisado pela Assembleia Legislativa, argumentou ser inaceitável que apenas deputados estaduais possam inscrever os cidadãos que "bem entender" para a disputa do cargo de conselheiro.

Ele argumentou que a Constituição Federal e Estadual garantem a participação de todos e quaisquer brasileiros que preencham os requisitos legais.
 
“A Turma, por unanimidade, negou provimento ao agravo, nos termos do voto do relator. Primeira Turma, sessão virtual de 4/10/2019 a 10/10/2019”, diz despacho publicado no site do STF.
 
Decisão de relator
 
Em junho, o ministro Luiz Fux, relator do caso, já havia negado liminarmente o pedido de Caldas para anular o processo de indicação.
 
O ministro afirmou, à época, que o processo de escolha e indicação não foi negligenciado, "mas corretamente materializado através do regimento interno da Assembleia, porquanto não há qualquer alusão na Carta Estadual à forma como serão feitas as escolhas dos conselheiros do Tribunal".
 
Insatisfeito com a decisão de Fux, o advogado entrou com um agravo regimental, que não foi provido pela 1ª Turma.
 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet