Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 27 de Novembro de 2020

1 2
:
2 0
:
0 5

Últimas Noticias

Notícias / Judiciário

1 Fev 2020 - 08:52

MPE apura elo de servidor do Intermat com "máfia dos cartórios"

Inquérito foi instaurado pelo promotor de Justiça Mauro Zaque, na última terça-feira (28)

Mídia News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O Ministério Público Estadual (MPE) abriu um inquérito civil para investigar possível existência de uma "máfia dos cartórios" que teria o envolvimento de um servidor do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat).
 
O procedimento foi aberto pelo promotor de Justiça Mauro Zaque, do Núcleo da Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, na última terça-feira (28).
 
De acordo com promotor, o inquérito tem como base uma denúncia anônima relatando que o servidor faz análise de processos no Intermat com interesses pessoais.
 
Segundo Mauro Zaque, a denúncia descreve ainda que o servidor é titular de um cartório no Ceará e se reúne com cartorários de Mato Grosso a fim de definir a forma de como procederão nos casos de regularização fundiária.
 
O promotor diz que a denúncia aponta também que o servidor teria autorizado verbalmente que fizessem os protocolos individualizados de 50 lotes no Distrito de São Joaquim, Município de Tangará da Serra, feitos pelo Cartório de 1º Ofício daquele Município. 
 
“Considerando a necessidade de maiores informações a fim de instruir o presente caderno informativo, resolvo: instaurar Inquérito Civil Público, para apurar a denúncia da existência de uma máfia dos cartórios envolvendo o servidor público estadual (...), lotado no Intermat”, determinou Zaque.  
 
O promotor, que não deu mais detalhes sobre a acusação, decretou sigilo no inquérito. "Visto que a publicidade do caso poderá acarretar prejuízo às investigações, na medida em que impeça a constatação do fato".

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet