Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 31 de Maio de 2020

2 2
:
2 8
:
1 0

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Agronegócio

3 Fev 2020 - 10:34

BRF e JBS serão investigadas por suposto cartel

Empresas dizem que agem de acordo com as regras concorrenciais e rechaçam alegação

Agrolink

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) vai iniciar uma investigação contra a BRF e a JBS para apurar uma suposta formação de cartel em carne suína e de aves, segundo blog do colunista Lauro Jardim.

A investigação foi motivada após os presidentes das duas empresas — Gilberto Tomazoni, da JBS, e Lorival Luz, da BRF — terem dito ontem, em evento público, promovido pelo Credit Suisse, que repassariam a alta do milho aos preços das carnes de frango e suína, como informou o Valor.

De acordo com o blog, a autorização para iniciar a investigação já foi assinada pelo superintendente-geral do Cade, Alexandre Cordeiro.
 
Conforme o Valor também já informou, a possibilidade de que pode haver algum repasse do aumento dos custos para as carnes já era considerada no mercado.

O que as empresas dizem
 
A BRF disse que “age de acordo com as regras concorrenciais”.

“A BRF atua de forma ética e íntegra em todos os seus negócios, tendo segurança em afirmar que age de acordo com as regras concorrenciais. A Companhia não foi notificada sobre qualquer investigação, mas informa que permanece à disposição das autoridades para todos os esclarecimentos que se façam necessários”, afirmou a companhia, em nota.

A JBS informou, em nota, que “rechaça qualquer alegação de prática de cartel”.

“A JBS informa que não foi notificada da abertura de nenhum processo investigativo no Cade até o momento e rechaça qualquer alegação de prática de cartel pela companhia”, afirmou a empresa, em nota.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet