Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 3 de Abril de 2020

0 4
:
3 1
:
1 9

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

27 Fev 2020 - 09:31

Sargento suspeito de matar empresário durante festa em sítio se apresenta à polícia em MT e alega legítima defesa

Pedro Luiz Pegorini, de 58 anos, era dono do sítio e havia convidado o sargento, que estava de folga, e alguns amigos para confraternizar. Policial entregou arma usada, foi ouvido e liberado pela polícia.

O sargento da Polícia Militar Jarley Menezes, suspeito de matar um empresário a tiros durante uma confraternização no sítio da vítima, em Tapurah, a 414 km de Cuiabá, se apresentou na delegacia da Polícia Civil no início da tarde desta quarta-feira (26). O crime ocorreu na terça-feira (25).

Pedro Luiz Pegorini, de 58 anos, era dono do sítio e havia convidado o sargento e outros amigos para confraternizar.

Segundo a Polícia Civil, Menezes foi ouvido em interrogatório e liberado. Ele também apresentou a arma utilizada no crime, que foi apreendida pela Polícia Civil.

O G1 não localizou o advogado dele.

O sargento legítima defesa. Ele alegou que após uma discussão Pegorini teria ido, supostamente, buscar uma arma em um dos cômodos da casa. Menezes contou que atirou contra a porta do quarto com o intuito de se defender.

Testemunhas também foram ouvidas pela Polícia Civil. O delegado Marcelo Carvalho, que coordena o inquérito, aguardará os resultados dos exames periciais para analisar a cena do crime.

Em nota enviada à imprensa, a assessoria da Polícia Militar informou que 'adotou as medidas legais relacionadas ao crime, como preservação do local, apoio às unidades das polícias Técnica e Civil, diligências com objetivo de prender o sargento'.

Disse também que reúne documentação que vai embasar a instauração de procedimento investigatório pela Corregedoria da PM.

O sargento trabalha na Polícia Militar há mais de 15 anos e não havia registros de desvio de conduta dele, segundo a polícia.

O crime
Durante a festa, ele e o suspeito teriam discutido. Em seguida, segundo a polícia, o sargento foi até o carro dele e pegou uma arma. O empresário ainda teria corrido para o quarto para tentar se esconder, mas o suspeito invadiu a casa e atirou contra ele.

A polícia informou que foram disparados pelo menos três tiros. Um deles acertou a cabeça da vítima. Pedro morreu ainda no local. Já o suspeito fugiu.

O tenente-coronel que acompanha o caso, Fábio Mota, informou que testemunhas que estavam no sítio chamaram a polícia.

Elas contaram aos policiais que Pegorini e o sargento eram amigos e estavam bebendo juntos. Apesar de terem presenciado a discussão, ainda não sabem o motivo da briga.

Os policiais encontraram duas armas dentro do quarto onde estava o corpo da vítima, sendo uma espingarda e um revólver.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorriso para exames.

Pegorini era dono de uma funerária em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, e de vários imóveis na região.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet