Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 6 de Abril de 2020

0 9
:
1 1
:
2 4

Últimas Noticias

Notícias / Judiciário

20 Mar 2020 - 15:30

Ager afasta e abre PAD contra fiscal preso em flagrante pelo Gaeco

Servidor foi preso após ser flagrado recebendo propina de R$ 4 mil em terminal rodoviário de Cuiabá

Mídia News

Mídia News

 (Crédito: Mídia News)
A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos de Mato Grosso (Ager-MT) determinou o afastamento do fiscal preso em flagrante na última quarta-feira (18), recebendo propina no Terminal Rodoviário de Cuiabá.

A prisão foi efetuada por agentes do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). O servidor teria recebido uma quantia de R$ 4 mil.

O fiscal - que não teve a identidade revelada - é lotado na Coordenadoria Reguladora de Transporte Rodoviário da agência.

Em nota, emitida nesta quinta, a Ager informou que o servidor também responderá a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), no qual terá resguardado o direito a ampla defesa e ao contraditório.

"A Ager lamenta o envolvimento de um servidor do Estado em qualquer tipo de crime, praticado no exercício da sua função", diz trecho do documento.

"A Agência Reguladora reafirma o compromisso da atual gestão com as investigações e possíveis punições e defende as apurações rigorosas", acrescenta.

A prisão seria fruto de desdobramentos da Operação Rota Final, que desmantelou um esquema de fraudes, cooptação de servidores e pressão para que as linhas intermunicipais não fossem licitadas, a chamada “Máfia dos Transportes”.

A Ager atua na regulação e fiscalização de serviços delegados pelo Estado, como o transporte interestadual.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet