Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 31 de Março de 2020

0 9
:
1 9
:
5 6

Últimas Noticias

Campanha Publicitária
publicidade

Notícias / Agronegócio

24 Mar 2020 - 09:53

Soja volta a disparar em Chicago

Direcionamento dos preços das commodities continua atrelado aos efeitos do COVID-19

Agrolink

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago (CBOT) registrou na segunda-feira (23.03) alta de 21,50 pontos no contrato de Maio/20, fechando em US$ 8,84 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações de 13,50 a 20,75 pontos.

Os principais contratos futuros abriram a semana com nova disparada no mercado norte-americano da soja, diante de complicações na logística portuária que podem ocorrer na América do Sul. “Rondonópolis (Mato Grosso) decretou a suspensão do trabalho industrial pelo avanço do coronavírus. Há especulações sobre o retorno da China ao mercado norte-americano de grãos”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a ARC Mercosul, o mercado agrícola iniciou a semana com otimismo reforçado para a soja, enquanto o milho permaneceu sob apatia: “O direcionamento dos preços das commodities continua atrelado aos efeitos do COVID-19. O mercado de etanol norte-americano está desacelerando, uma vez que a população está em confinamento e a demanda pelo combustível está em contração”. 

Já pelo contrário, aponta a ARC Mercosul, a procura por soja na Ásia continua em ascensão, uma vez que esmagadoras chinesas – que já estão voltando a operar em alta capacidade – estão com receios de que o novo Coronavírus impeça a logística de embarques nas Américas nestas próximas semanas. 

“Problemas de distribuição observados na China durante o mês de fevereiro, agora serão observados no Brasil, Argentina e Estados Unidos. A escassez de recursos humanos nas atividades portuárias poderá gerar atrasos de carregamentos. Fundos de gestão ativa (especulativos) continuam com aversão ao risco, a atividade na CBOT tem sido por parte de produtores e consumidores”, concluem os analistas da ARC Mercosul.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet