Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 6 de Agosto de 2020

0 4
:
4 5
:
3 1

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

25 Mar 2020 - 14:32

Justiça barra parte de decreto contra o Covid-19 que impedia escoamento de soja em MT

Olhar Direto

Publicidade

O juiz Arthur Moreira Pedreira, da Segunda Vara Cível de Canarana (829 km de Cuiabá), suspendeu parte de decreto daquele município - para impedir a proliferação do novo coronavírus (Covid-19) - que impedia o escoamento de soja.
 
O pedido liminar constava em mandado de segurança em nome da empresa CHS Agronegócio Indústria e Comércio, representada pelos advogados José Eduardo Polisel Gonçalves, Jackson Coutinho e Thiago de Abreu Ferreira. O decreto combatido foi assinado no domingo (22) pelo prefeito de Canarana.
 
O trecho do decreto que impedia o escoamento no município trazia a possibilidade de cassação do alvará de funcionamento e multa, bem como a solicitação de apoio policial.
 
No mandado de segurança, a empresa argumentou que a proibição de escoamento da safra com a permanência dos grãos no município de Canarana "impede a continuidade do ciclo produtivo, ou seja, obstaculiza que o alimento chegue à mesa do consumidor final".
 
O segundo argumento apresentado residiu no fato de que o Estado de Mato Grosso, inclusive o município de Canarana, não possui capacidade de armazenamento de toda a produção. "Segundo as estatísticas oficiais divulgadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Mato Grosso a capacidade estática dos armazéns é capaz de cobrir apenas 57,8% de todo o volume de grãos produzidos".
 
O apodrecimento dos grãos no pátio externo dos armazéns implicaria em proliferação de insetos e roedores prejudiciais à saúde humana, enquanto que o abandono dos grãos na própria lavoura traria resultados prejudiciais à próxima safrinha.
 
A decisão liminar do magistrado levou em conta o possível dano que o decreto poderia causar. "Em que pese o interesse local, não se pode olvidar interesses coletivos, os quais configuram atividade essencial, como é o caso da distribuição de alimentos".
 
A decisão que suspende parte do decreto, autorizando escoamento, foi estabelecida na segunda-feira (23).

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet