Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 5 de Abril de 2020

0 3
:
2 9
:
2 1

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Geral

26 Mar 2020 - 15:15

Após reforma, UTI do Hospital Regional de Colíder recebe pacientes

A obra no local foi iniciada em 2015 e paralisada diversas vezes ao longo dos anos. Em 2019, o Governo do Estado, por meio da SES, retomou os serviços de readequação estrutural e viabilizou a entrega de 10 leitos

Redação

Após reforma, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) infantil do Hospital Regional de Colíder passa a funcionar com 10 leitos. Os reparos, viabilizados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), integram o projeto de modernização dos Hospitais Regionais e das Unidades Especializadas, idealizado e colocado em prática pela atual gestão estadual.

“Estamos fazendo uma grande transformação nas unidades que estão sob a gestão estadual e pretendemos entregar uma rede hospitalar remodelada para a população mato-grossense. O intuito é de ampliar o número de leitos e oferecer um serviço de mais qualidade”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

No local, a obra foi iniciada em 2015 e paralisada diversas vezes ao longo dos anos. Em 2019, o Governo do Estado, por meio da SES, retomou os serviços de readequação predial e possibilitou a entrega, na última semana, de oito leitos de UTI neonatal e dois leitos de UTI pediátrica.

Conforme a diretora do Hospital, Mirian Alves Moreira, a entrega da UTI é um avanço para a unidade, que atende sete municípios da região Norte do Estado: Colíder, Nova Santa Helena, Itaúba, Nova Canaã do Norte, Nova Guarita e Marcelândia. “A demanda no interior do estado é grande. Com esses leitos, temos mais chance de vida às crianças e familiares que necessitam desse atendimento”, avalia.

Mirian ainda ressalta que a reforma viabilizará a economia com o transporte aéreo para a transferência de pacientes. “Os pacientes que precisavam de UTI neonatal ou pediátrica estavam sendo atendidos normalmente, via sistema de regulação, por meio de transferência para outros hospitais, o que gerava um impacto econômico no orçamento da Saúde do Estado”, explica.


Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet