Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 2 de Junho de 2020

0 5
:
0 9
:
1 6

Últimas Noticias

Notícias / Geral

28 Mar 2020 - 11:18 | Atualizado em 28 Mar 2020 - 15:22

Prefeitura de Confresa alega que ainda não foi notificada pela justiça em caso de morador que precisa de UTI

O paciente sofre com bronquite asmática e apresenta um quadro de pneumonia, e está entubado na UPA local.

Redação / Agência da Notícia

Reprodução/Ilustrativa

O paciente é morador de Confresa e aguarda urgentemente por uma vaga na UTI (Crédito: Reprodução/Ilustrativa)

O paciente é morador de Confresa e aguarda urgentemente por uma vaga na UTI

Publicidade

A Justiça, acatou o ajuizamento de uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público de Porto Alegre do Norte. A decisão judicial saiu na tarde desta sexta-feira, (27), ao estado de MT e ao município de Confresa que removessem um paciente com suspeita de Coronavírus para uma UTI, mas a prefeitura de Confresa alegou que ainda não foi notificada pela justiça. 

Leia também: Estado alega não ter leitos de UTI para atender paciente de Confresa, MP ajuíza ação cívil pública e Justiça dá prazo de 48 horas

O paciente que está internado na UPA de Confresa em uma área de isolamento está entubado e aguarda urgentemente por uma vaga na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas como Mato Grosso possui apenas pouco mais de 160 leitos e todos ocupados, o rapaz corre risco de morte.

O paciente sofre com bronquite asmática e apresenta um quadro de pneumonia.

De acordo com a decisão Judicial, os entes da Federação, município e estado têm 24 horas para que uma UTI seja disponibilizada para o paciente que está em estado grave com suspeita de COVID-19, segundo nota da secretaria de saúde do município de Confresa. Mas de acordo com a Prefeitura de Confresa, a mesma ainda não foi notificada. 

O site Agência da Notícia está no aguardo de informações do Ministério Público de Porto Alegre do Norte.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet