Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 3 de Junho de 2020

1 2
:
1 7
:
1 6

Últimas Noticias

publicidade

Notícias / Geral

21 Mai 2020 - 14:27

MT tem bom nível de transparência das compras emergenciais, indica ranking

De uma pontuação de 0 a 100, Mato Grosso obteve 62 pontos e ficou na 11ª posição no levantamento da "Transparência Internacional – Brasil"

Redação

Publicidade

O nível de transparência do Estado de Mato Grosso em relação às compras emergenciais para o enfrentamento da pandemia do coronavírus é considerado “bom”. A avaliação foi divulgada nesta quinta-feira (21.05) pela organização não-governamental "Transparência Internacional – Brasil", em conjunto com o Tribunal de Contas da União (TCU).

De uma pontuação de 0 a 100, Mato Grosso obteve 62 pontos e ficou na 11ª posição no ranking de como os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal trazem informações sobre aquisições emergenciais de forma fácil e ágil.

No período de 12 a 19 de maio de 2019, foram avaliados, não somente o conteúdo, a atualização e o formato de apresentação das compras emergenciais disponibilizados no Portal Transparência, como também no portal oficial, no portal de compras e nas redes sociais (Facebook e Twitter) do Governo do Estado.

Os dados encontrados foram categorizados em quatro dimensões de análise: informações disponíveis, formato das informações, legislação; e controle social. Em seguida, as informações foram separadas em diversas categorias, conferindo pontuações de acordo com pesos de valorações pré-definidas.

A posição de Mato Grosso no ranking se deve a várias medidas adotadas desde o começo da pandemia. Para efeito de transparência e controle social, a Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) encaminhou, no dia 30 de março, aos órgãos e entidades do Governo do Estado, a Orientação Técnica de Ouvidoria (nº 02/2020/CGE-MT) na qual requisitava a divulgação das compras emergenciais com fundamento na Lei Federal 13.979/2020. No documento, foi solicitada a inserção das informações no Sistema de Aquisições Governamentais (Siag), sob a gestão da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). 

Com base nos dados alimentados no Sistema de Aquisições, a CGE-MT e a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), então, passaram a fazer o redirecionamento do conteúdo para o Portal Transparência do Estado. Ao acessar o Portal Transparência, logo na capa, foi disponibilizado um banner sobre as compras emergenciais. É só clicar no banner e consultar as despesas executadas com base na Lei Federal nº 13.979/2020.

Nesta semana, além das aquisições emergenciais, a CGE-MT e a MTI passaram a disponibilizar também, em espaço próprio no Portal Transparência, as normas, os informes, as orientações, os relatórios e os boletins relacionados à Covid-19.

Subir no ranking

Apesar da boa colocação de Mato Grosso, a CGE-MT, responsável pela coordenação das atividades de transparência no Poder Executivo Estadual, entende que o Governo de Mato Grosso tem reais condições de subir no ranking.

“Há muito espaço para avançarmos. Neste momento de crise em saúde, a transparência é importantíssima para o controle social das compras públicas, as quais, devido à emergência, têm sido efetivadas, em grande parte, sem licitação e com instrução processual mais flexível”, destaca o secretário-controlador geral do Estado, Emerson Hideki Hayashida.

Para tanto, a CGE-MT está em articulação com a Casa Civil/Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom), Secretaria de Estado de Saúde (SES), Seplag e MTI para melhorar a forma de apresentação do conteúdo, não somente acerca das contratações emergenciais, mas também sobre as ações administrativas e finalísticas relacionadas ao combate da pandemia. Isso porque há organizações não-governamentais que avaliam a transparência sob outra ótica, a exemplo do Open Knowledge Brasil, que mede a transparência dos dados sanitários e epidemiológicos.

O ranking divulgado nesta quinta-feira (21.05) pela "Transparência Internacional – Brasil" é a primeira edição de uma série de avaliações que passarão a ser disponibilizadas mensalmente. Confira AQUI o ranking e a metodologia utilizada. 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet