Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quinta-feira 28 de Maio de 2020

2 2
:
3 0
:
2 4

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

22 Mai 2020 - 08:35

PM volta a deter pesquisadores do Ibope que estudam a Covid-19

Uma moradora abordada pelo casal no Bairro CPA I desconfiou e acionou os policiais militares

Mídia News

A Polícia Militar voltou a deter pesquisadores que realizavam coletas de sangue para exames de Covid-19 em Mato Grosso. Desta vez um casal foi detido no Bairro CPA I, em Cuiabá, nesta quinta-feira (21).
 
Os pesquisadores estão atuando em dezenas de cidades do Brasil naquela que é a maior pesquisa de prevalência da doença no País.
 
Porém, em razão da falta de comunicação com as autoridades dos municípios, muitos deles estão sendo detidos. Em Mato Grosso, houve casos semelhantes em Barra do Garças, com 15 pesquisadores detidos, e Rondonópolis, com dois.
 
Conforme o boletim de ocorrência, uma moradora da região denunciou o casal à Polícia Militar depois que foi abordada em sua residência para realizar o teste de coronavírus.
 
A mulher relatou que o casal tirou foto dela em um tablet e informou que precisaria realizar uma coleta de sangue, momento que ela suspeitou da atitude e acionou a PM.
 
Os policiais foram até o endereço e encontraram os pesquisadores.
 
Ao ser questionado, o casal afirmou que era da Universidade Federal de Pelotas (RS) e que estava realizando a pesquisa para o Ibope, que é financiada pelo Ministério da Saúde.

Diante dos fatos, os militares encaminharam o casal para a Central de Flagrantes, onde foi resgistrado o boletim de ocorrência.
 
"Desinformação"
 
Em entrevista nesta semana, a CEO do Ibope Inteligência, Márcia Cavallari Nunes, afirmou que as prisões tem sido fruto de desinformação. Ela disse que as fake news contribuíram para a detenção dos pesquisadores.
 
“Começou a circular que não existia uma pesquisa no município, que não abrissem as portas para os pesquisadores, que isso era um golpe, era um assalto. Isso fez com que as pessoas ficassem com medo, não abrissem a porta, e tudo isso prejudica a representatividade do estudo, porque já que não é possível testar todo mundo, é preciso medir isso através de um processo de amostragem”, disse Márcia.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet