Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 13 de Julho de 2020

0 3
:
5 6
:
5 6

Últimas Noticias

Campanha Publicitária
publicidade

Notícias / Agronegócio

28 Mai 2020 - 08:56

Conab estima redução na produção de feijão em Mato Grosso

Só Notícias

Publicidade

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou uma redução na produção de feijão em Mato Grosso, na safra 2019/2020. De acordo com o 8º Levantamento de Safra do órgão, divulgado este mês, a produção total, considerando as três safras, deverá ser de 340 mil toneladas, 1,4% a menos que na safra anterior, na qual foram produzidas 344 mil toneladas.

Segundo a Conab, Mato Grosso já encerrou a colheita da primeira safra do feijão-comum cores. A área plantada nesta temporada atingiu 2,2 mil hectares, redução de 38% na comparação com 2018/2019. A produção atingida foi de 4,7 mil toneladas (-29%), com produtividade de 2,1 mil quilos por hectare, o que representa um ganho de 12% em relação à temporada anterior. “Mesmo com os bons preços do feijão, a opção pela cultura na primeira safra é preterida à da soja, cultura que apresenta excelente rentabilidade e facilidade de comercialização”, explicou a Conab.

Em Mato Grosso, a colheita do feijão-caupi primeira safra também foi encerrada. A área plantada foi de 6,3 mil hectares, com produtividade média de 1,1 mil quilos e a produção total ficou em 7 mil toneladas. Os números desta cultura, de acordo com a companhia, são similares aos registrados na safra passada.

Na segunda safra, que ainda está em andamento, o feijão-comum cores também deve perder espaço em Mato Grosso. Segundo o levantamento, a área plantada deve cair de 57,6 mil para 41 mil hectares (-28%) e a produção deve passar de 86,9 mil para 69,6 mil toneladas (-19,9%). A produtividade, por outro lado, deve aumentar 12,5%, passando de 1.508 quilos para 1.697 quilos por hectare.

Em relação a esta cultura, a Conab detalha que as lavouras estão, majoritariamente, em estádio reprodutivo, especificamente nas fases de maturação e enchimento de grãos, com boas condições de desenvolvimento, até o momento. A companhia também explica a perda de espaço da cultura na segunda safra em MT. “A preferência de alguns produtores na destinação de área para o cultivo de culturas consideradas mais rentáveis, como o milho, foi fator importante para tal variação”.

Ainda na segunda safra, a produção de feijão-caupi deve ter redução de 1%, passando de 135,4 mil para 134,1 mil toneladas. Mato Grosso destinou 115 mil hectares para esta cultura, com queda em relação à safra anterior, que registrou o plantio de 123 mil hectares. “Tal área representa redução de 7% em comparação a 2018/19 em razão da maior competição com as culturas de milho, algodão e gergelim”, afirma o órgão.

O Estado, por outro lado, deve registrar números positivos na terceira safra de feijão-comum-cores, cultivada em manejo irrigado. Com perspectiva de bons preços, a previsão é de aumento de 17,7% na área plantada, passando de 46,2 mil para 54,4 mil hectares, e de 14,5% na produção, que passará de 108 mil para 124 mil toneladas. A produtividade, em contrapartida, deve ter queda de 2,8%, atingindo 2.291 quilos por hectare.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet