Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Terça-feira 7 de Julho de 2020

1 9
:
0 8
:
0 4

Últimas Noticias

Notícias / Política

8 Jun 2020 - 09:21

Governo gastou R$ 79,7 milhões em aquisições na pandemia

Executivo celebrou 41 processos de contratações e aquisição sem a necessidade de concorrência

Mídia News

Publicidade

O Governo de Mato Grosso gastou R$ 79,7 milhões em contratações de produtos e serviços para o combate da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) com dispensa e inexigibilidade de licitação. O montante, que diz respeito a consulta feita até quarta-feira (3), está disponível no portal transparência do Executivo.
 
Conforme levantamento, foram celebrados 41 processos de contratações e aquisição sem a necessidade de licitação. As contratações foram firmadas em março e abril deste ano.
 
A chamada dispensa de licitação foi concedida aos entes federados após a sanção da lei Nº 13.979, de fevereiro deste ano, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que institui medidas de enfrentamento a emergência da pandemia.
 
O maior montante diz respeito a aquisição e contratação de serviços destinados exclusivamente ao Hospital Metropolitano em Várzea Grande.
 
Foram sete processos, que totalizaram o montante de R$ 13,5 milhões. O mais volumoso foi a contratação de pessoal para atuar nos 30 leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) da unidade e especialistas em nefrologia, no valor de R$ 9,1 milhões.
 
A unidade hospitalar ainda recebeu mais investimentos, pois o Governo comprou diversos aparelhos e equipamentos de proteção individual, que deverão ser encaminhados para o Metropolitano e a outras unidades que são referência ao combate ao novo vírus.
 
Apenas com o Senai, foi celebrado o acordo para fornecimento de 5 milhões de máscaras respiratórias descartáveis, no valor de R$ 4,5 milhões, o que dá 90 centavos a unidade.
 
Compras na China
 
O Governo ainda adquiriu mais de 25 toneladas em equipamentos e produtos da China visando o combate à pandemia. A remessa chegou no fim do mês de maio em solo mato-grossense.
 
Foram aportados R$ 7,4 milhões na aquisição 120 ventiladores mecânicos - os chamados respiradores - para equipar as UTIs do Estado, fornecidos pela empresa chinesa Ambulanc (ZhenZhen) Tech.Co. 
 
Com a compra de 215 monitores, foram gastos R$ 3,1 milhões na empresa chinesa Guangdong Biolight Meditech Co. Desta empresa, ainda foram adquiridos 50 mil máscaras KN95, 500 mil máscaras cirúrgicas, e 40 mil macacões de proteção ao custo de R$ 3 milhões.
 
Ainda houve a aquisição de 255 camas hospitalares elétricas ao custo de R$ 239,3 mil, fornecidas pela empresa Shandong Mingtai Equipament Group Co.
 
O Governo de Mato Grosso ainda adquiriu 20 mil testes para a Covid-19, pelo valor de R$ 586 mil. Cada kit para a testagem saiu por R$ 29,30.
 
Secretaria de Assistência Social
 
A compra de cestas básicas para distribuir às pessoas em situação de vulnerabilidade social custou aos cofres públicos R$ 408 mil. O acordo foi celebrado com a Fórmula Distribuidora de Alimentos e foram adquiridas cinco mil unidades de cesta básicas, a R$ 81,6 cada.
 
Saco de coleta de cadáveres
 
O Governo de Mato Grosso adquiriu 11,9 mil sacos para coleta de cadáveres no valor de R$ 163,6 mil de três empresas.
 
A empresa Med Vitta Comércio e Produtos Hospitalares Ltda forneceu 5,3 mil sacos no valor de R$ 83,8 mil. Já a empresa Riedu Comércio entregou 3,3 mil unidades, no valor de R$ 62,5 mil.
 
Ainda foram comprados 3,3 mil sacos para alojar cadáveres de bebês, ao montante de R$ 17,3 mil, também da empresa Riedu Comércio de Embalagens Ltda.
 
O detalhamento dos contratos firmados podem ser acessado Aqui.
 
 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet