Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 3 de Agosto de 2020

0 5
:
5 3
:
2 2

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Geral

19 Jun 2020 - 11:00

'Caso Queiroz' não será jogado embaixo do tapete, afirma Jayme Campos

Gazeta Digital

Jayme Waldemir/Agência Senado

 (Crédito: Jayme Waldemir/Agência Senado)

Publicidade

Presidente da Comissão de Ética do Senado, Jayme Campos (DEM), disse ontem que ‘nada vai ficar embaixo do tapete’ e que toda denúncia que chegar será investigada a fundo, ao ser questionado sobre o pedido de cassação do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), que é filho do presidente da República Jair Bolsonaro. O pedido tem como base o esquema de ‘rachadinha’ - quando um parlamentar fica com parte do salário dos seus assessores - descoberto na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, quando Flávio era deputados estadual. Nesta quinta-feira (18) o seu ex-assessor Fabricio Queiroz, foi preso pela Policia Civil do Rio de Janeiro na casa do advogado de Flávio Bolsonaro em São Paulo, o que deve elevar a pressão para que o pedido de cassação seja aceito por Jayme Campos.

 

O senador mato-grossense ponderou que Flavio terá acesso ao devido direito da ampla defesa e aos prazos estabelecidos pelo regimento interno.

 

Ele vai aguardar o parecer jurídico da Advocacia do Senado, para analisar o caso. ‘Quando o pedido chegou eu encaminhei para a Advocacia do Senado solicitando um parecer jurídico. Com a pandemia, isso atrasou. Mas acredito que nos próximos dias isso já será encaminhado para a comissão para analisarmos’, disse Jayme ao jornal A Gazeta. Jayme Campos poderá receber a denúncia e assim designar um relator para o caso ou poderá arquivar de maneira unilateral, já que é o presidente da Comissão.

 

Mesmo aguardando o parecer jurídico, Jayme Campos já vem sofrendo pressão dos dois lados. Tanto dos governistas, que não veem quebra de decoro parlamentar do filho do presidente, como da oposição, que cobra que Flávio Bolsonaro seja investigado, tanto no esquema da rachadinha, como em uma possível ligação com milícias. O temor dos apoiadores de Jair Bolsonaro é de que Fabrício Queiroz possa comprometer a situação do presidente ao revelar uma série de fatos ainda não explicados de forma convincente.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet