Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 11 de Julho de 2020

1 0
:
3 5
:
0 8

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Geral

29 Jun 2020 - 15:08

Prefeito proíbe provas de laço, churrascos, jantares e avisa que poderá aderir ao lockdown

Olhar Direto

Publicidade

Após enfrentar um aumento significativo de casos do novo coronavírus (Covid-19) na cidade, o prefeito de Juína (742km de Cuiabá) emitiu um novo decreto no último domingo (28) enrijecendo as regras na cidade. Ficaram proibidas, por exemplo, as provas de laço, churrascos e jantares festivos, só podendo se reunir as pessoas que moram na mesma casa. O prefeito Altir Peruzzo ainda afirmou que a cidade pode entrar em ‘lockdown’ caso os moradores não colaborem.
 
O novo decreto permite o funcionamento do comércio, academias, restaurantes (somente para o almoço), além de salões de beleza e barbearias. Todos, no entanto, devem seguir os critérios de biossegurança para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). Na última semana, o promotor de justiça Marcelo Linhares enviou a Altir uma notificação recomendatória sobre uma nova quarentena de fechamento de alguns órgãos públicos e comércio.

Na notificação, o promotor levou em consideração diversos eventos que acontecem na cidade, como festas clandestinas, pessoas frequentando a ilha do rio Juruena, e um evento de provas de laço com pessoas que vieram de outras cidades, além de festas de aniversários em residências particulares, com aglomerações.
 
Em entrevista ao site local Juína News, o prefeito afirmou que é perceptível o relaxamento por parte da comunidade e, como consequência, já era previsto o aumento de propagação do vírus. Sobre a possibilidade de ‘lockdown’, Altir afirmou que trabalha para que ele não ocorra, mas, se a ocupação dos leitos aumentar, deverá adotar esta medida.
 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet