Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 14 de Agosto de 2020

1 6
:
3 7
:
0 0

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Política

9 Jul 2020 - 10:40

AL aprova benefícios fiscais para alguns setores de MT durante pandemia

Olhar Direto

Fablício Rodrigues - ALMT

 (Crédito: Fablício Rodrigues - ALMT)

Publicidade

Com 16 votos favoráveis, duas ausências, duas abstenções e dois votos contrários, o Projeto de Lei Complementar que autoriza que sejam efetuadas alterações nos percentuais de benefícios fiscais em empresas de fabricação de rações de cães e gatos, carnes processadas e produção de ovo durante a pandemia da Covid-19, foi aprovado e agora segue para o Palácio Paiaguás.

Na prática, o projeto aprova a isenção de ICMS a essas empresas durante o período de pandemia, pois segundo os empresários esse tipo de segmento também sofreu perdas e baixas nesse ano e por isso precisava de novas condições para poder permanecer em funcionamento.

O deputado Lúdio Cabral (PT), que é oposicionista do governo, foi contra o projeto. Juntamente com seu colega de partido, deputado Valdir Barranco, ambos votaram contrário, dizendo que o governador Mauro Mendes (DEM) só aprova e cria projetos em prol de seus amigos.

"O governador de Mato Grosso não toma medida para fazer aquisição direta de produtos da agricultura familiar e nem cria alternativa para atender alunos da rede pública ou população em geral. Ao mesmo tempo, produz benefícios para sua turma. Gigantes do agro e empresários. O projeto permite alterações de benefícios durante a pandemia e amplia renúncia fiscais. Mas pro aluno que está sem merenda escolar, o governador não faz uma ação. Nosso posicionamento é contrário", disse Lúdio. 

No contraponto de Lúdio, o deputado Carlos Avalone (PSDB), que é representante do setor comercial, sustentou a aprovação do projeto dizendo que essa alternativa garante empresas abertas e produção de alimentos e a manutenção de empregos.

"Esta casa é ampla. Os empresários, assim como o povo em geral, também estão com dificuldades. Os segmentos que estão sendo atendidos estão na lei. Não é cheque em branco. É simples, se não der redução de 1% em etanol, não vamos ter que lugar para colocar etanol. O milho está sendo vendido sem dar retorno ao estado. São pequenos ajustes para melhorar a arrecadação do estado. É muito importante, significa a permanência de empregos. É importante pro estado. Ração pra cãe e gato, carne processada e produção de ovo. O projeto é para garantir empregos", disse o deputado da base governista.

Mesmo sob forte discussão, entre prós e contra, os deputados aprovaram a pauta e agora segue para sansão governamental. 

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet