Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Quarta-feira 21 de Outubro de 2020

1 6
:
0 5
:
2 0

Últimas Noticias

Notícias / Judiciário

9 Jul 2020 - 13:30

Presidente do STF nega recurso de Cuiabá contra quarenten

Prefeitura ainda aguarda o resultado de uma reclamação, que será analisada por Gilmar Mendes

Mídia News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, negou, nesta quarta-feira (8), um recurso da Prefeitura de Cuiabá que tentava reverter a decisão da Justiça de Mato Grosso que decretou a "quarentena obrigatória" na Grande Cuiabá.

 

"Ante o exposto, nego seguimento à presente suspensão de segurança (art. 21, § 1º, do RISTF), prejudicada a análise do pedido de cautelar", escreveu o presidente.

 

Com a determinação do ministro, o processo é barrado e a matéria não tem seguimento. Ainda não foi disponibilizada a integra da determinação.

 

Esse recurso, chamado "suspensão de tutela provisória", foi interposto contra a determinação do desembargador Rui Ramos, que em 25 de junho negou o agravo pedindo a não implantação de uma “quarentena coletiva obrigatória”.

 

A Prefeitura de Cuiabá ainda tem outro recurso no STF, nas mãos do ministro Gilmar Mendes. Denominado reclamação, o recurso foi impetrado contra a decisão de primeira instância, do juiz José Leite Lindote, da Vara Especializada da Saúde Pública de Várzea Grande.

 

Por conta da determinação, Cuiabá e Várzea Grande editaram decretos com medidas mais rigorosas de isolamento social visando a contenção da proliferação do novo vírus, que começaram a valer no dia 25 de junho.

 

A “quarentena obrigatória” deverá acabar no próximo dia 9 de julho (quinta-feira). 

 

Pelos decretos, os comércios da Grande Cuiabá foram fechados e apenas serviços essenciais – como hospitais, farmácias, supermercados, bancos e postos de gasolina – têm autorização para funcionar.

 

Emanuel chegou a tentar reverter a determinação. Mas perdeu todos os recursos.

 

Os dois municípios estão classificados como de risco “muito alto" para a transmissão do coronavírus, de acordo com o decreto do governador Mauro Mendes (DEM), que estabeleceu um sistema de classificação de risco e as medidas que devem ser adotadas a depender do grau de cada localidade.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet