Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 8 de Agosto de 2020

1 7
:
3 4
:
4 2

Notícias / Geral

15 Jul 2020 - 09:00

MPF abre procedimento para acompanhar gastos de recursos federais em MT

Gazeta Digital

A Gazeta

 (Crédito: A Gazeta)

Publicidade

O Ministério Público Federal (MPF) abriu procedimento administrativo para acompanhar dos gastos dos recursos federais do governo Mauro Mendes (DEM) e da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) no valor de R$ 92.360 milhões que foram transferidos até o dia 30 de abril deste ano.  

 

A medida tem o objetivo de saber onde os recursos foram aplicados no enfrentamento da situação de emergência decorrente da pandemia do novo coronavírus. O MPF quer saber se os gestores realizaram adequação “às medidas de transparência previstas em lei e a transparência das ações covid-19 adotadas pelo Estado e municípios”.  

 

Além do Estado e da Capital, outros 17 municípios também estão sendo acompanhados pelos procuradores da República.   Os quase R$ 93 milhões transferidos até abril constam nos documentos apresentados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). 

Nas portarias, os membros do MPF lembram que é dever do governador e dos prefeitos, dar publicidade aos gastos dos recursos recebidos em caráter extraordinário, bem como adotar medidas de transparência quanto às contratações e aquisições para enfrentamento à pandemia.  

 

“Tais mecanismos de acesso à informação e controle social ganham maior relevância no cenário excepcional de flexibilização das regras licitatórias, como a  dispensa de licitação para aquisição de bens, serviços, inclusive de engenharia, e insumos destinados ao enfrentamento da emergência de saúde pública”, diz trecho das portarias.  

 

O MPF também lembra que tais gastos tem que ser disponibilizadas em site oficial “contendo, no que couber, além das informações previstas no parágrafo 3º do art. 8º da Lei 12.527/2011, o nome do contratado, o número de sua inscrição na Receita Federal do Brasil, o prazo contratual, o valor e o respectivo processo de contratação ou aquisição”, completa.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet