Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 5 de Dezembro de 2020

0 3
:
0 8
:
2 7

Últimas Noticias

Notícias / Cidades

16 Jul 2020 - 18:40

Após tiro no Alphaville, familiares de adolescente morta pela amiga teriam ameaçado empresário

Wesley Santiago/Olhardireto

O empresário Marcelo Martins Cestari, pai da menor que teria efetuado o disparo classificado como acidental que matou Isabele Guimarães Ramos, 14 anos, durante a noite de domingo (12), no Condomínio Alphaville 1, em Cuiabá, revelou em seu depoimento à Polícia Civil que os familiares da vítima o ameaçaram pelo acontecido, no dia do ocorrido. Consta no depoimento do empresário, prestado na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que depois de todo o ocorrido e com a constatação da morte da adolescente, houve um tumulto em frente a casa dele, no condomínio de luxo, já que familiares da vítima começaram a proferir ameaças contra ele.
 
A Polícia Militar já havia sido chamada para o local e fazia o isolamento da cena. O tumulto acabou controlado entre as partes. A mãe de Isabele foi chamada pela própria família da acusada e se desesperou ao saber da morte da filha.
 
Nos depoimentos do empresário e de sua filha, ambos sustentam que a morte de Isabele foi uma tragédia, já que a arma teria caído do case e disparado quando a adolescente tentava pegá-la, atingindo sua amiga. Como seria um armamento utilizado em tiro esportivo, ela estaria com um ‘alívio de gatilho’.
 
A arma que atingiu a menor é do namorado da acusada, que teria levado o objeto para a casa da família, com o intuito de mostra-la a todos. O empresário disse também no depoimento que pensava em comprar o armamento.
 
Nas redes sociais, amigos e parentes da vítima fizeram postagens questionando o uso de arma de fogo por parte da família. O empresário conto que possui sete armas de fogo e pratica tiro esportivo desde novembro de 2018. Como gostou do esporte, levou toda a família para praticá-lo.
 
O caso
 
Segundo informações da Polícia Judiciária Civil, por volta das 22h30 Isabele já foi encontrada sem vida no banheiro da casa. A amiga informou à Polícia que efetuou o disparo acidentalmente contra a colega.
 
Isabele morreu com um tiro na cabeça, efetuado pela amiga ao manusear uma pistola PT 380, dentro do condomínio Alphaville I, no bairro Jardim Itália, em Cuiabá.Das sete armas encontradas na residência, duas delas não estavam com o registro no local e por este fato, o proprietário foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido. Ele foi conduzido à DHPP e autuado pelo crime, que é afiançável. Depois de pagar a fiança, foi liberado.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet