Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 24 de Setembro de 2021

1 1
:
1 6
:
2 9

Últimas Noticias

Enquete

Como você pretende investir o seu dinheiro nos próximos anos?

Notícias / Cidades

25 Jul 2020 - 12:00

Governo não crê em vacina antes de dezembro e priorizará quem for do grupo de risco

Wesley Santiago/Olhardireto

O governador Mauro Mendes (DEM) disse, em entrevista coletiva na sexta-feira (24), que a expectativa mais otimista aponta que, antes de dezembro, a vacina contra o coronavírus não deve estar pronta. Além disto, foi pontuado que, quando houve uma chance de imunização, as pessoas do chamado grupo de risco serão as prioritárias.“Temos que aprender a conviver com o coronavírus. Muitas pesquisas já estão na fase três, é provável que a gente tenha algum nível de vacina até o fim do ano, para começarmos a imunizar os grupos de maior risco”, explicou o governador.
 
O pensamento também é o mesmo do secretário de Estado de Saúde (SES), Gilberto Figueiredo. “As perspectivas mais otimistas apontam para uma vacina no início do próximo ano. Imagina-se que talvez em dezembro haja possibilidade de vacina em alta escala. Enquanto não tiver vacina, teremos que administrar os casos”.

Ambos defenderam a abertura do comércio não essencial, pontuando que também é preciso pensar na questão econômica para que as pessoas não percam seus empregos.
 
A vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, é segura e capaz de desenvolver anticorpos contra o novo coronavírus. É o que mostram os primeiros resultados do ensaio envolvendo cerca de 1.077 pessoas divulgados hoje na renomada revista The Lancet.
 
De acordo com os dados, as pessoas que receberam a imunização —entre 23 de abril e 21 de maio, no Reino Unido— produziram anticorpos e glóbulos brancos para combater o vírus.
 
O estudo aponta que o grupo que recebeu a vacina apresentou algumas reações locais e sistêmicas, como fadiga, dor muscular, febre e dor de cabeça —muitas das quais reduzidas pelo uso de paracetamol—, mas não foi registrado nenhum "evento colateral sério".

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet