Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 26 de Setembro de 2020

2 0
:
5 7
:
2 2

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Política

29 Jul 2020 - 09:26

Governo exonera secretário do Ministério da Educação ligado a Weintraub

Nessa terça-feira (28/4), quatro membros da gestão do ex-ministro foram exonerados por Milton Ribeiro

Metrópoles

LUÍS FORTES/MEC

 (Crédito: LUÍS FORTES/MEC)
O governo exonerou mais um assessor ligado ao ex-ministro da Educação Abraham Weintraub. A exoneração de Ricardo Braga, que ocupava o cargo de Secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (29/7). Ainda não há a definição de um substituto.

Braga é economista e chegou a ser colega de trabalho de Weintraub na época em que os dois trabalharam no Banco Votorantim. Ele também já trabalhou na multinacional Andbank Brasil e foi gestor de investimentos na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

No governo, o economista já ocupou a função de secretário especial da Cultura por dois meses, antes de o órgão ser transferido do Ministério da Cidadania para o do Turismo. Braga foi um dos cinco secretários a ocupar o cargo no governo Bolsonaro, Além dele, Regina Duarte, Roberto Alvim, Henrique Pires e Mario Frias já chefiaram o órgão.

Exonerações
Nessa terça (28/7), o atual ministro da Educação, Milton Ribeiro, demitiu quatro nomes remanescentes da gestão anterior. A dispensa faz parte da estratégia para mudar a “cara” do MEC, que ficou com a pecha de uma das trincheiras da ala ideológica do governo, ligada a Olavo de Carvalho.

Entre os demitidos estão Auro Hadano Tanaka, Eduardo André de Brito Celino, Sérgio Henrique Cabral Sant’ana e Victor Sarfatis Metta. Do grupo, o ministro decidiu manter somente o coronel Paulo Roberto na vaga de assessor especial.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

Notícias Relacionadas

 
Sitevip Internet