Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 7 de Agosto de 2020

1 2
:
3 7
:
1 0

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

30 Jul 2020 - 10:30

Antes de morrer, soldado avisa à amiga que vai participar de roubo à força ouça

RD News

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

soldado PM Oacy da Silva Taques Neto, de 30 anos, gravou um áudio pouco antes de sair na jornada "errada", que terminou com a morte dele e de mais cinco companheiros, durante um confronto com o Bope, na manhã de ontem (29) no bairro Itamaraty, nos fundos do condomínio Belvedere II, em Cuiabá. O áudio via aplicativo teria sido enviado a uma amiga que ele tinha em comum com a mãe do filho dele.

"Tenho um negócio muito sério para te contar, entendeu?! Eu vou confiar em você, o que eu vou falar pra você agora ninguém sabe, entendeu?! Eu estou indo em uma situação, uma situação que não tenho como voltar atrás mais, não vai acontecer nada comigo, mas, se acontecer, se acontecer, deixa esse áudio gravado aqui, entendeu?!"

Para a amiga, pede que, se acontecer alguma coisa com ele, diga a uma mulher chamada Alane e para o filho, que ele ama muito ambos. Fala ainda para pedir desculpas à Alane.

“Eu quero que você fala pra (mãe do filho) que eu amo muito ela, amo muito o meu filho do fundo do meu coração, fala pra ela me perdoar se eu magoei ela com alguma coisa (sic)”.Além de Taques, entre os que morreram em confronto com o Bope foi identificado o filho de um sargento da Polícia Militar (PM), Leornardo Vinícios Pereira de Moraes, que roubou a arma do pai antes de sair de casa. Com a quadrilha, os policiais apreenderam seis armas de fogo.

Taques era lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar, Base Bosque da Saúde, e estava de folga regulamentar na quarta (29). Foram mortos também Gabriel de Paula Bueno , 20, Johon Dewyd de Lima, 23, Andre Felippe de Oliveira Silva, 24, e Willian Dhiego Ribeiro Moraes.

De acordo com o boletim de ocorrência, o grupo portava seis armas, entre pistolas e calibre 38, um malote com 30 munições de calibre .762, um estojo de munição de calibre .762 deflagrados, um malote de dinheiro não contabilizado e um pen drive.

O caso

O Bope recebeu a denúncia de um bando fortemente armado no bairro Itamaraty e, ao chegar no local, foi recebido a tiros. Os militares revidaram os disparos e os bandidos acabaram mortos no confronto. Fotos feitas pela imprensa mostram os carros cravejado de balas.

O bando usou dois carros blindados, sendo um Fiat Uno e um Toyota Corolla, ambos alugados para a ação. Com eles foram encontrados três pistolas e três revólveres, colete balístico, máscara de palhaço e rádios transmissores na frequência com a PM.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet