Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 18 de Setembro de 2020

2 0
:
0 8
:
5 4

Últimas Noticias

Notícias / Política

30 Jul 2020 - 11:20

Justiça determina bloqueio de R$ 173 mil em nome de Julio Campos

Arthur Santos da Silva / Olhar Direto

Rogério Florentino/ Olhar Direto

 (Crédito: Rogério Florentino/ Olhar Direto)
A juíza Sinii Savana Bosse Saboia Ribeiro, da 10ª Vara Cível de Cuiabá, determinou bloqueio de R$ 173 mil nas contas do ex-governador Julio Campos (DEM) e da empresa Empreendimentos Santa Laura. Decisão é do dia 27 de julho.Ação foi proposta pela  Imobiliária Ruy Pinheiro Imóveis e Ruy Pinheiro de Araújo. Segundo os autos, a imobiliária firmou contrato de intermediação de imóveis com a empresa Empreendimentos Santa Laura, por meio do qual obrigou-se a prospectar interessados e realizar a venda de lotes localizados no Jardim Costa Verde, na cidade de Várzea Grande.A imobiliária afirma que foi procurada por Julio Campos, proprietário da Santa Laura e também diretor da Televisão Rondon Ltda. O político solicitou que a imobiliária intermediasse a oferta de lotes no Jardim Costa Verde ao Banco Rural S/A, como forma de dação em pagamento das dívidas que a empresa de comunicação social possuía para com a referida instituição financeira.
 
Segundo os autos, 129 lotes foram dados em pagamento ao banco e outros 46 alienados a terceiros, perfazendo um total de intermediações de R$ 954 mil. Haveria a necessidade de pagamento  de 12% como comissão, cerca de R$ 146 mil que nunca foi pago.
 
A determinação de bloqueio no valor de R$ 173 mil consta em ação de cumprimento de sentença.  Julio Campos chegou a pedir pela designação de audiência de conciliação. Porém, Sinii Savana Bosse negou o requerimento.
 
“Os exequentes informaram que não possuem interesse na audiência, ademais o executado poderia ter apresentado nos autos uma proposta de acordo ou ter se manifestado sobre a possibilidade de parcelamento do débito”, explicou a magistrada.
 “Expeço a necessária ordem de bloqueio ao Sistema Bacenjud no valor de R$ 173.962,80”, concluiu a magistrada.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet