Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 15 de Agosto de 2020

1 0
:
1 8
:
1 3

Últimas Noticias

Notícias / Cidades

30 Jul 2020 - 12:20

Justiça condena a prisão mulher que tentou subornar PMs com R$ 50

Pensionista ofereceu dinheiro ao ser flagrada com veículo com documentação vencida

LIDIANE MORAES/Folha Max

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

A juíza Ana Cristina Silva Mendes condenou a pensionista G.P.P,  58 anos, há dois anos de reclusão e 20 dias-multa. A decisão publicada no Diário Oficial de Justiça desta quarta-feira (29). Ela é acusada de oferecer R$ 50 a policiais militares do Batalhão de Trânsito, para que eles não apreendessem o veículo que estava com documento vencido.

“Assim, diante das circunstâncias judiciais, para o crime tipificado no artigo 333 do Código Penal, fixo a pena­base no mínimo legal, ou seja, dois anos de reclusão e 20 dias­multa. Na segunda fase, verifico que não há agravante ou atenuante, a ser reconhecida, encontrando a pena intermediária de dois anos de reclusão e 20 dias­multa”, diz trecho da decisão. 

Posteriormente, a magistrada fixou o cumprimento da pena em regime aberto e as substituiu por duas restritivas de direito, a serem impostas pelo Juízo de Execução Penal. “Em razão disto, verifico que a acusada responde em liberdade, e que não é caso de decretação de prisão preventiva, concedo-­lhe o direito de apelar em liberdade”, disse em outro trecho da decisão.

A ação contra G.P.P. foi ofertada pelo Ministério Público Estadual (MPE), após a Polícia Militar registrar um boletim de ocorrência contra a acusada por tentar subornar PMs para que o carro que ela dirigia não fosse apreendido por estar com a documentação vencida. O caso ocorreu no Batalhão de Trânsito localizado na Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), em fevereiro de 2017.De acordo com o depoimento dos policiais, ao fazerem abordagem, perceberam que a documentação do veículo estava vencida desde 2014. Dessa forma, informaram à condutora que o veículo teria que ser recolhido. “Neste momento a denunciada saiu do automóvel, entrou no prédio do Posto Policial e ofereceu ao Policial a quantia de R$ 50 para que esse deixasse de cumprir a apreensão do veículo e demais procedimentos administrativos devidos”, diz trecho do relato.

Em razão da tentativa de suborno, a acusada foi encaminhada para a Central de Flagrantes do Bairro Carumbé, onde foi registrado o boletim de ocorrência.

Um terceiro policial que também no local no dia do fato foi arrolado como testemunha e ratificou a versão disposta no boletim de ocorrência.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet