Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 7 de Agosto de 2020

1 2
:
4 5
:
0 1

Últimas Noticias

Notícias / Polícia

30 Jul 2020 - 17:50

Médicos e policial à paisana detalham à PC cena da morte de adolescente em mansão em Cuiabá

Profissionais de saúde atuam na equipe do Samu que foi acionada logo após estudante ser baleada em mansão

AMANDA DIVINA

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

Dois médicos são ouvidos pela Polícia Civil nesta quinta-feira (30) sobre a morte da jovem Isabele Guimarães Ramos, 14 anos, que morreu no condomínio de luxo Alphaville em Cuiabá, no dia 12 de julho. Os profissionais fazem da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que realizou os primeiros atendimentos à estudante, mas já encontraram a garota morta.

Os dois médicos estão depondo na Deddica (Delegacia de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente), responsável pelo inquérito da morte de Isabelle.

Além dos médicos, um policial civil está prestando depoimento junto a Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), que também conduz um inquérito sobre o caso. Este policial, segundo as informações, é morador do condomínio e esteve na mansão onde ocorreu a morte à paisana. Ele não fez parte da equipe da DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa), que realizou as primeiras investigações.

A revelação de que um policial a paisana estava na cena logo após o crime foi revelada pelo advogado Hélio Nishiyama, que representa a família da adolescente morte. Segundo ele, pessoas desconhecidas e que não eram autorizadas estavam no local e poderiam atrapalhar as investigações.Ele afirmou ainda que a autoridade policial foi informada de que um policial civil estava no local a paisana durante a apuração do crime. A suspeita é de que esse policial civil seja amigo da família da adolescente que efetuou o disparo. "Isso foi um crime. No local estavam pessoas desconhecidas e também um policial civil que estava a paisana ajudando com as investigações e as autoridades já foram informadas", contou.

CONTRATAÇÃO DE PERITO

Um perito criminal com anos de experiência em locais de crime e balística foi contratado pela mãe de Isabele Guimarães Ramos, 14, Patrícia Ramos, para atuar em apoio à investigação do homicídio da adolescente. Carlos Roberto Angelotti vai acompanhar a investigação da Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), que deve realizar a reconstituição do crime nos próximos dias. O profissional tem carreira reconhecida em Mato Grosso, pois atuou na Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) por mais de 30 anos e aposentou-se recentemente, há cerca de 2 meses.

DEPOIMENTO DE GÊMEOS

Nesta terça-feira, prestaram depoimento os irmãos gêmeos da adolescente apontada como responsável pelo disparo que matou Isabele Ramos. O advogado da família Cestari disse que não tinha informações para passar porque não acompanhou a fala dos jovens.

"Eu não pude fazer o acompanhamento do depoimento. Ele foi gravado em vídeo, então foi mais rápido", disse, ao destacar que os dois jovens também estão muito abalados. "Não podemos imaginar o que eles estão passando neste momento", colocou.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet