Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sábado 15 de Agosto de 2020

1 1
:
2 3
:
4 1

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Cidades

31 Jul 2020 - 17:50

Com um mês de vida, bebê sobrevive ao coronavírus e cirurgia de emergência em MT

Wesley Santiago

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)

Publicidade

Leonne Wadryan da Silva completou apenas um mês de vida, mas já carrega consigo uma história de superações. Quatro dias após nascer, o pequeno foi diagnosticado com o coronavírus e também precisou passar por uma cirurgia de emergência. Após um longa batalha, ele se recuperou e voltou para os braços da mãe, a vendedora Bruna da Silva, de 25 anos, que também derrotou a Covid-19.Quatro dias após dar à luz aos gêmeos Leonne e Loyanne , a vendedora Bruna da Silva foi diagnosticada com o novo coronavírus.  Para complicar ainda mais a situação o seu filho nasceu com problemas de saúde e logo deve que fazer uma cirurgia de emergência no hospital em Sorriso.
 
Leonne foi diagnosticado com Covid-19 e precisou ser separado de sua mãe e da irmã gêmea. Ele foi transferido para Cuiabá, onde recebeu cuidados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), enquanto Loyanne ficou em Tapurah, cidade em que os dois moram, aos cuidados da avó materna e a mãe isolada para se recuperar da doença.
 
A vendedora só conseguia notícias do filho pelo telefone. Foram longos e dolorosos dias, noites mal dormidas, pensamentos acelerados e muitas orações e vibrações positivas. Até que nesta sexta-feira (31), após um mês, os bebês e a mamãe puderam voltaram pra casa juntos, todos curados do coronavírus.
 
“Vivemos um momento mágico na hora de voltar para casa, estou muito feliz. Agora sim vou poder curtir e amar ainda mais meus filhotes juntos, agradeço a toda a equipe médica, foram maravilhosos comigo e com meus filhos, é um alívio saber que estamos bem e curados, mesmo sabendo que a batalha do Leonne ainda não acabou, ele precisa fazer mais uma cirurgia no bracinho ainda, mas com fé em Deus, tudo vai dar certo”, conta Bruna.
 
A Diretora do Hospital, Rosimeire Amaro Alves, que acompanha toda a história, ter este final feliz é gratificante. “Hoje, observando a família unida novamente, é a sensação de dever cumprido, nós, minha equipe toda, fizemos a nossa parte e ainda vamos ficar acompanhando a família por um bom período, a saúde está se desdobrando para cuidar de todos, é nosso dever dar condições e cuidados a todos que necessitam de auxílio médico, me sinto realizada”, diz Rosi.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet