Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 25 de Setembro de 2020

1 7
:
1 0
:
4 9

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Política

4 Ago 2020 - 16:40

Fávaro conta com Mauro e está convicto de que terá mandato renovado na eleição suplementar

Max Aguiar/Olhardireto

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O senador interino por Mato Grosso, Carlos Fávaro (PSD), está convicto que continuará no cargo após a eleição suplementar que irá definir, finalmente, quem ocupará em definitivo o cargo que era da Selma Arruda (Podemos), cassada por crime eleitoral.Segundo ele, a população tem recebido com aceitação sua atuação no cargo e a eleição de novembro apenas o credenciará de forma oficial os votos que ele recebeu em 2018, eleição em que terminou em 3º lugar. 

"Estou muito feliz em poder estar representando os mato-grossenses. Estou honrando os mais de 400 mil votos que recebi em 2018. Nós começamos a eleição com 13 candidatos, eu cheguei em 3º lugar. O processo teve marcos nas eleições passadas, a Justiça corrigiu isso. Me colocou no mandato até que tenha novas eleições. Este ano eu levo meu nome às urnas e eu tenho certeza que sairei com o mandato revalidado em novembro para até 2027", comentou o senador em entrevista à Rádio Capital FM. 

Fávaro comentou ainda sobre o importante apoio de Mauro Mendes (DEM), mesmo o partido tendo possibilidade de lançar candidato ou apoiar o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT).

"Estou muito feliz com a atuação do governador neste sentido, por ele estar respeitando o resultado das urnas, por ele estar valorizando o grupo, buscando a unidade. Então, eu tenho certeza que terei o apoio do governador e nem precisa ser unanimidade, mas a unidade é importante", finalizou.

No DEM, partido de Mendes, há divergências em relação ao nome que deve disputar a vaga deixada pela juíza aposentada Selma Arruda. Em entrevistas passadas, Mendes usou o critério 'coerência'.

"Me perguntam sobre o Fávaro e minha resposta é: ele me apoiou e eu o apoiei. Nós estivemos juntos, ele foi o terceiro colocado. Vamos ver quais serão os candidatos, mas, a princípio, não tenho motivo para mudar a opinião que tinha em 2018. Coerência é importante para as pessoas no dia a dia”, afirmou o democrata à época.

Selma teve mandato cassado, por unanimidade, em abril deste ano pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Logo após, ela ingressou com recurso na corte superior e também foi derrotada, com isso Mato Grosso ficou sem um senador, que teve o posto completo por Fávaro após decisão do STF.
A eleição para decidir sobre a vaga de Mato Grosso no Senado será realizada em novembro, junto com o pleito municipal.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet