Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Sexta-feira 18 de Setembro de 2020

0 4
:
1 1
:
4 2

Últimas Noticias

Campanha Publicitária

Notícias / Educação

11 Ago 2020 - 14:40

Escola Técnica realiza colação de grau virtual para entrega de diplomas

Ao todo, 18 alunos receberão o certificado de conclusão do curso iniciado em agosto de 2017 e finalizado em março deste ano

Governo de Mato Grosso

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), por meio da Escola Técnica Estadual (ETE) de Tangará da Serra (a 240 km de Cuiabá), realizou uma colação de grau virtual, pela plataforma Zoom, para alunos do curso da turma de Técnico em Agropecuária.

Devido à pandemia da Covid-19, os eventos presenciais estão suspensos e por isso a ETE buscou uma alternativa para concluir as formalidades necessárias, realizando a colação de forma remota, para dar andamento à entrega de diplomas.

Ao todo, 18 alunos poderão retirar o certificado de conclusão do curso iniciado em agosto de 2017 e finalizado em março deste ano. Inclusive, os diplomas serão entregues individualmente, com data e horário marcados, para evitar possíveis aglomerações.

A diretora da ETE Tangará, Carla de Fátima Zorzo, diz que o objetivo principal é manter a regularidade do processo escolar para estes estudantes, por isso tiveram esta ideia  oportuna de colar o grau de forma remota, pois o aluno somente pode retirar o diploma após participar da colação.

“Talvez não seja como sonhamos, mas pelo menos a gente está realizando a graduação destes alunos. Mesmo não sendo como pensamos, a nossa equipe somente tem a agradecer, pois nos deu ainda mais orgulho ver o quanto todos estão unidos neste processo. Este é mais que um ponto de chegada, pois se torna um ponto de partida para estes novos profissionais”, disse.

O curso foi realizado em parceria com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Mato Grosso (Fetagri-MT) para atender aos alunos durante 10 dias por mês em que eles estudavam em regime integral.  

O secretário da Seciteci, Nilton Borgato, explica que por meio destas parcerias, milhares de estudantes são beneficiados. “A Fetagri oferecia o alojamento e a alimentação para os alunos durantes estes 10 dias de aula no campo e a Seciteci cuidava do acompanhamento pedagógico e da contratação de professores”, falou.

Os alunos são de diversas cidades da região, a maioria mora na zona rural, filhos ou funcionários de pequenos produtores rurais, que buscavam ampliar o conhecimento e se capacitar para atuar no campo.   

Segundo o secretário adjunto de Educação Profissional e Superior da Seciteci, Stephano do Carmo, a qualificação prepara os jovens para a sucessão rural, ou seja, para dar continuidade aos trabalhos no campo da sua família.

“Eles agora estão qualificados para utilizarem inovações por meio de tecnologia e métodos mais eficazes de produção, otimizando espaços, diminuindo custos e, assim, gerando mais lucratividade aos empreendimentos familiar. É o estado resgatando a dívida social com o campo por meio do ensino técnico gratuito”, diz.

A coordenadora de Educação Profissional e Tecnológica da Seciteci, Ana Flávia Derze, explica que a ementa do curso era voltada à agricultura familiar, por isso será de extrema utilidade para os alunos.

“Eles são duplamente vencedores por terem ingressado em um curso técnico e agora conseguirem concluir, então eu aconselho que não parem de estudar, continuem neste caminho de capacitação para se tornarem cada vez melhores como profissionais e se destacarem no mercado de trabalho”, falou.

Os professores João Ênio Xavier Araújo, de Zootecnia e Flávio Koehler, de Agronomia, participaram da colação virtual. Os alunos André Alves Bernardo Ribeiro fez o juramento e Micaella Jurdy Duran de Jesus foi oradora e representante de todos os 18 alunos.  O presidente da Fetagri, Nilton José de Macedo, também participou da solenidade.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet