Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Segunda-feira 19 de Outubro de 2020

1 9
:
3 0
:
1 4

Últimas Noticias

Notícias / Agronegócio

11 Ago 2020 - 17:00

Preço do milho segue subindo na B3 nesta terça-feira

Notícias Agrícolas

reporteragro:Tiago Seiffert

 (Crédito: reporteragro:Tiago Seiffert)
Os preços futuros do milho seguem subindo na Bolsa Brasileira (B3) nesta terça-feira (11). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,72% e 1,73% por volta das 11h35 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à R$ 55,90 com valorização de 1,73%, o novembro/20 valia R$ 56,10 com alta de 1,26%, o janeiro/21 era negociado por R$ 56,45 com ganho de 0,93% e o março/21 tinha valor de R$ 55,70 com elevação de 0,72%.

Os contratos do cereal brasileiro seguem valorizados mesmo com o dólar caindo neste dia e sendo cotado à R$ 5,41 após queda de 1,33% por volta das 11h45 (horário de Brasília).

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) também se mantém favorável para os preços internacionais do milho futuro nesta terça-feira. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,25 e 2,50 pontos por volta das 11h35 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à US$ 3,13 com valorização de 2,50 pontos, o dezembro/20 valia US$ 3,25 com alta de 2,25 pontos, o março/21 era negociado por US$ 3,36 com ganho de 1,75 pontos e o maio/21 tinha valor de US$ 3,44 com elevação de 1,25 pontos.Segundo informações do site internacional Farm Futures, as avaliações mais baixas da condição do milho após o tempo seco divulgadas pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) ontem e os danos da tempestade de vento Derecho no meio-oeste sustentaram o fortalecimento dos preços no complexo de milho esta manhã.

“O clima cada vez mais seco no principal estado produtor de milho do país, Iowa, levou a uma queda de 1% nas avaliações semanais da safra de milho no último relatório de progresso da safra”, comenta a analista Jacqueline Holland.

Por outro lado, chuvas moderadas e temperaturas mais baixas em todo o meio-oeste na semana passada ajudaram a amenizar as condições de seca no cinturão do milho oriental.  Mas o aumento da seca no Vale do Rio Mississippi Superior contribuiu para o declínio na produção de milho.

“Somente em Iowa, as avaliações de bom a excelente caíram 4% em relação à semana anterior para 73% de bom a excelente no domingo”, destaca Holland.

Mesmo assim, as perspectivas de rendimento continuam altas já que o forte crescimento da semana passada permitiu que a maturação progredisse em um ritmo mais rápido do que há uma semana.

“Não é segredo que os preços do milho estão baixos, o que é típico das tendências de preços de agosto. Infelizmente, isso significa que a base sem preços e os contratos diferidos que foram rolados nos meses anteriores estão prestes a vencer conforme o contrato futuro de setembro se aproxima do vencimento”, diz Holland.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet