Agência da Notícia

Mato Grosso

Agência da Notícia, Domingo 20 de Setembro de 2020

0 7
:
3 6
:
0 6

Últimas Noticias

Notícias / Política

12 Ago 2020 - 08:20

De última hora, SD estuda lançar Taques ao Senado ou Cuiabá

Líder da legenda também analisa que Pátio não pode ser pré-julgado após operação

LIDIANE MORAES/Folha Max

Reprodução

 (Crédito: Reprodução)
O deputado federal Leonardo Albuquerque (SD) afirmou na segunda-feira (10) que o partido Solidariedade, do qual faz parte, pode lançar o nome do ex-governador Pedro Taques, que também se filiou à sigla, para concorrer ou à vaga do Senado, nas eleições suplementares ou à cadeira de prefeito de Cuiabá. “Nenhum dos cargos eletivos foi apresentado para o Pedro Taques, ainda. Por outro lado, ele não demonstrou que deseja concorrer ao pleito. Sem dúvida, ele é excelente nome para concorrer a qualquer cargo que ele queira”, declarou durante entrevista ao Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real.

Ainda segundo o deputado, representantes do partido vão conversar pessoalmente com Taques, para depois tomar uma decisão junto com as Comissões estaduais e municipais do partido. Caso não haja a definição de candidatura própria, a sigla está aberta a firmar alianças com outros partidos e apoiar outro candidato, inclusive, para o cargo de Senador. “Todos os pré-candidatos são bons e o Solidariedade não tem resistência a nenhum deles. Tudo depende agora do que for definido com as nossas comissões”, afirmou.A decisão de lançar uma candidatura ao Palácio Alencastro é da comissão municipal. Entretanto, existe a orientação da direção estadual do partido, segundo Doutor Leonardo.

RONDONÓPOLIS

Em razão das denúncias de superfaturamento e sobrepreço na aquisição de materiais para o enfrentamento a Covid-19, o lançamento de candidatura em Rondonópolis, ou mesmo a reeleição do prefeito José Carlos Junqueira, o Zé do Pátio (SD), estão sendo avaliados. Para Leonardo, as denúncias podem prejudicar a campanha eleitoral. “Infelizmente, tivemos denúncia de diversas quadrilhas tentando ludibriar a gestão. E eu já havia denunciado isso, lá no início, ainda quando Sérgio Moro estava no Ministério da Segurança Pública. Falei com a Polícia Federal para combater as quadrilhas, porque já suspeitávamos que isso pudesse ocorrer no Brasil”, destacou.

Dessa forma, o deputado federal avalia que tudo depende o entendimento da Justiça e das decisões que serão tomadas. “A prefeitura de Rondonópolis sofreu este golpe, mas o prefeito já devolveu o dinheiro e a polícia nos ajudou a desarticular essa quadrilha que, com certeza daria golpes em outros. A Justiça vai investigar para saber se compra foi intencional ou não e, nós aguardamos o resultado das investigações", comentou.

Ainda assim, Doutor Leonardo defende é preciso não julgar sem ter provas. “Mas, é o que eu sempre falo: o prefeito Zé do Pátio tem muitos anos de mandato e ele é a pessoa a ser batida. Todo mundo agora quer tomar o lugar. Agora, ‘não podemos julgar alguém sem ter provas’, mas defendo que não haja foro privilegiado para ninguém”, disse.

CÁCERES

Em Cáceres, cidade do deputado Doutor Leonardo, o Solidariedade não vai apresentar uma candidatura própria. Entretanto, segundo ele, a sigla terá diálogos com os pré-candidatos para definir qual irá apoiar. “Em princípio, em três candidatos, mas acredito que isso vá se afunilar e, a partir desse semana, começaremos a dialogar com a comissão municipal e com os nomes apresentados para definir uma aliança”, concluiu ele.

Comentários no Facebook

Comentários no Site

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da Agência da Notícia. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agência da Notícia poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.
Comentários com mais de 1300 caracteres serão cortados no limite.

 
Sitevip Internet